Minha relação com a Madonna é bem boderline (não resisti a piadinha): de amor e ódio.
Apesar de ela ter ajudado a criar quase todas as cantoras-Pop-piriguetes usando o sexo como marketing e ter se ‘inspirado’ em muita gente para conseguir criar seu próprio estilo, seria hipocrisia da minha parte dizer que ela não tem um papel fundamental no mundo Pop atual. Ela conseguiu usar a sexualidade à seu favor (para as mulheres principalmente) e criar várias tendências.

Só acho estranho ela estar caindo na moda dos adolescente querendo ser uma Suzana Vieira Pop. Uma pena, mas também, a vida é dela, kiko tenho haver com isso?

Das músicas dela bom… vamos ser sinceros, ela pode não ter uma voz potente, mas compensa com muito estilo e presença de palco.

Quase todas as minhas favoritas dela são Lados B. Talvez porque sejam mais introspectivas e pessoais.
Aqui vai o meu TOP 10  baladas da Madonna introspectiva:


MADONNA – BAD GIRL: Clipe interessante, quase um curta, mostrando o lado ruim de ser ‘piriguete’. É impressão minha ou é quase uma confissão de uma ninfomaníaca? Não de um ponto de vista moralista que ela faça sexo demais, mas porque no final ela está sempre insatisfeita  e sabe que não quer ser assim. E ter o Christopher Walken como o “Anjo” torna o clipe ainda mais sinistro.


MADONNA – SECRET: Adoro essa pegada blues dessa música, e a letra é até profunda. A fotografia dá todo um charme. Sei lá, Às vezes a gente gosta de certas coisas sem saber o motivo. 🙂


MADONNA – LIKE A PRAYER: Ok, é mais conhecida que a muralha da China e não se encaixa nas “baladas Lado B”, mas o coral cantando o refrão, a melodia e o videoclipe ‘polêmico’ (pra mim não tem nada demais o santo negro) são fenomenais! Obrigatório nessa lista.


MADONNA -LIVE TO TELL: Esqueci que nesse clipe tinha o Sean Penn. Não sei o que houve entre os dois e não conheço o cara pessoalmente,mas que ele é um ótimo ator, isso é.
E novamente o Christopher Walken nesse clipe. Sei lá, desde que vi ele no CAVALEIRO SEM CABEÇA e TEMPO ESGOTADO que tenho um certo cagaço medo dele.


MADONNA – TAKE A BOW: E falando no Sr. Penn, essa foi uma das várias músicas que ela escreveu para ele na época do divórcio (o que ouvi falar). ?Esse clipe é lindo (menos a tourada,uma coisa troglodita, e que graças aos Deuses, está sendo proibida).
Letra maravilhosa e profunda, mostrando bem a dinâmica de um relacionamento abusivo.


MADONNA – YOU’LL SEE: Fora o clipe com ar vintage estilo Casablanca, aqui o jogo se inverte e vemos ela dando um belo pé na bunda no toureiro feioso e violento. A letra é um hino de liberdade para os abusados (ou um desabafo de alguém abusado gostaria de dizer ao seu carrasco).


MADONNA – RAIN: Só eu acho a Madonna melhor morena? Sério, ela fica bonita loira, mas com cabelos negros,seu rosto se ilumina!
Música é fofa, o clipe em tom azulado é divino e eu A-M-O o cabelo dela nesse clipe (hum, porque será?)


MADONNA – FROZEN: eu AMO esse clipe! Os efeitos especiais, o tom azulado na fotografia e principalmente a letra da música!
O CD RAY OF LIGHT é pra mim, o melhor da carreira de Madonna. Ela estava tão profunda, espiritualizada, uma pegada eletrônica meio indiana, UAU! Não tem uma música ruim nele. Recomendo!


MADONNA – THE POWER OF GOOD-BYE:  Outra música do RAY OF LIGHT. Npta 10 ao cara que joga xadres com ela (ator/modelo Croata Goran Visnjic), com uma cara de safado/bom moço. Só podia maneirar no gel de cabelo 😉


MADONNA -OH FATHER: Essa é a minha favorita por motivos pessoais. Essa música ajuda a compreender os motivos que levaram essas pessoas abusivas tornarem-se tão problemáticas (não digo perdão, mas compreensão da situação para poder se desapegar das mágoas).