lua-cristal
Nunca fui fã da Xuxa, mas admito que gostava de 2 de seus filmes (esse e o XUXA CONTRA O BAIXO-ASTRAL)  e sempre sonhei ver como era dentro da nave dela e aonde diabos ia parar no final do show.

Lua de Cristal foi o meu filme favorito da Sessão da tarde. Era só passar a cena dela criança correndo do palco  que lá ia eu assistir feliz da vida.
Alguns fatos interessantes – e perturbadores – acerca desse filme em minha vida:

  1. Sei de cor a música-tema e tenho orgulho disso (até hoje fico cantarolando quando vou cozinhar uma sopa de legumes),
  2. Queria comer a sopa de legumes, o creme branco que a prima malvada comia, as frutas do jardim de flores e aquele sanduíche gigantesco da lanchonete,
  3. Quando faço treino vocal ainda uso o “chipu-chipa”,
  4. Chorava quando na “cena do afogamento” e torcia para que ela sobrevivesse,
  5. Achava bonitinho o primo malvado e ficava com dó dele apanhando na praia (nossa, como tenho dó dos outros!),
  6. Tanto quis que consegui arranjar um vestido verde similar com o que a Xuxa usa no final do filme. Leve e que ao girar, o tecido flutua como uma nuvem. E sim, ainda tenho esse vestido.

E o item dessa lista que tenho vergonha mortal de assumir é …

9-xuxa-luadecristalEU QUERIA CASAR COM O SÉRGIO MALLANDRO!

Deus, só de escrever essa frase vejo que preciso de tratamento psiquiátrico com eletrochoque!

  Porque como todos sabem, a beleza máscula do Sr. Mallandro com seus mullets encaracolados, sua voz rouca fazendo “Glu-glu” e seu estranho fetiche de cheirar chulé feminino é o sonho de toda mulher.

Imaginava ele me levando em direção ao horizonte com o seu cavalo branco, sua roupa brega de príncipe encantado de peça infantil e que seríamos felizes comendo sanduíches e nos sujando de catchup e mostarda. (?!?!?!?!?!?!?!?)

Mas, novamente é um filme que fez parte da minha infância e no geral é até legal (e sim, é uma cópia de vários filmes dos anos 80 sobre uma pessoa que luta para alcançar o sucesso, mas esperar originalidade da Rede Esgoto é pedir demais).

Bom caro leitor, se depois dessa confissão você ainda quiser me seguir … procure por ajuda profissional e siga por conta e risco o SGR.