SEXO, GRANOLA E ROCK

Faça-você-mesmo sua vida (Do-it-yourself your life)

DIA DA MULHER É PARA COMEMORAR OU SE QUESTIONAR?

INSPIRATION - Dianah B

INSPIRATION – Dianah B

Na comunidade Cooperativa de Blogs teve esse desafio sobre o tema de Dia da Mulher,e como já tínhamos esse texto no arquivo, aproveitamos para deixar nossa “homenagem” sobre esse data.
E eu Dianah fico feliz porque é o 1 ºpost da nova autora do blog, Nancy O.Gyhs.
————————————————————————————————————————
Sabe, ultimamente temos visto coisas que realmente nos deixaram meio putas zangadas, muito tristes e desesperançosas em relação ao feminino do planeta.

Uma coisa que nos deixou muito, mas muito horrorizadas foi ver o número de mulheres que se identificaram com 50 tons de cinza, com esse novo modelo de príncipe encantado vendido pela mídia, o asqueroso “Christian Grey”.

Christina Gray X Christian Grey
Para nós que temos vivência, Christian Gray era só uma marca de perfume (é só mudar o “e” por “a”). Mas ledo engano. Esse nome passou a ser do príncipe encantado, que em um passado muitíssimo recente seria considerado um marginal, violento e perigoso, que agora é tratado como modelo de homem perfeito.

Bem resumindo: como sempre no início ficamos putas, mas depois paramos, pensamos e estudamos melhor o assunto para entender esse tal “fenômeno literário” (hahahaha) chamado 50 tons….

Para nós e para qualquer mulher que tenha um pingo de dignidade esse livrinho horrível não passa de Bianca, Sabrina, com uma capinha BDSM para ficar mais moderninho e sexy, mas o sonho do homem poderoso e rico que vai comandar nossas vidas, sempre está lá no recôndito das nossas memórias femininas coletivas.

Parece que ficamos cada vez mais tecnológicos, e cada vez mais atrasados no intelecto e na espiritualidade. Olha se esse é o novo modelo de macho vigente, estamos fora, Eu Nanci prefiro ficar comigo mesma me dando carinho, porque pelo que sei amor era pra ter carinho e não porradas, ok?

Não vamos mais discorrer sobre esse assunto, pois já temos um vídeo onde falamos à respeito dessa “doença” atual das mulheres.

Outra coisa que confessamos nos deixou muito irritadas ultimamente foi ver uma blogueira que estava falando de depressão (entre várias outras), só que quando ela falou o motivo, ficamos perplexas. Ela estava tomando tarja preta porque seu cabelo tinha ficado fraco pela química da coloração e caiu ficando mais ou menos na altura do ombro.

Ficamos chocadas como alguém pode ficar com depressão por causa de cabelo, na nossa visão isso é de um vazio existencial enorme. Mas pensamos não julguem, tentem entender essa loucura”.

Porque no fundo sabemos, que não importa o tamanho do problema, o que vale mesmo é como nós o vemos. Um pessoa pode perder uma perna, um braço ou muitas partes de seus corpo e superar isso magnificamente, mas outros se tiverem uma unha encravada sofrerão como se tivessem uma doença terminal.

O que vale é a visão que se tem e não o problema em si.
Bem, fomos pesquisar à respeito e percebemos que não só ela, mas suas seguidoras pensavam do mesmo jeito, e falavam que só mesmo Deus para lhes dar força. Nossa vontade era de gritar “acorda! Isso é só cabelo, nasce de novo!” Pelo menos era assim até há bem pouco tempo.

Mas paramos, respiramos, pedimos ajuda Divina, e Ele nos respondeu: Sim, havia um motivo para aquela atitude irracional.

Então percebemos o quanto nós mulheres somos massacradas por essa indústria da beleza, o quanto somos cobradas pela mídia e pela sociedade para sermos, magras, lindas e sermos aceitas. E para termos essa aceitação devemos ter nosso equipamento básico: um celular, muitas bolsas e sapatos, maquiagens, jóias, roupas e o produto mais importante que toda mulher deve ter para ser aceita socialmente… um homem!

Não importa o modelo, nem que funcione bem, mas é preciso ter um… ah esquecemos, uma mulher também só se tornará inteira se tiver filhos. Não sei se vocês sabem, mas nós mulheres nascemos faltando pedaços e só quando se tem filhos é que ficamos inteiras, quem não tem é incompleta.

MULHER INCOMPLETA

Então fica assim, receita para ser feliz, bem-sucedida e aceita como uma mulher inteira e perfeita:

Corpo escultural, cabelos longos e lisos, peitão, bundão, etc… muitas bolsas, sapatos, um homem e filhos, aí sim você se tornará uma mulher vencedora.

Tirando o sarcasmo de lado, começamos a compreender o porquê de tanto sofrimento por causa de cabelo, é porque sem ele não se terá todo o resto e a mulher se sentirá uma fracassada.

Ao ver como somos usadas pala mídia que faz de nós mulheres o que quer (se a gente não estiver acordada). A gente riu (pra não chorar) muito desses conceitos, porque para a sociedade não somos nada à começar pelo nosso cabelo.
Dih sem make
Eu, a Dianah, raspo a cabeça careca por vontade própria e não por motivo de doença. Incrível, uma mulher que sobrevive sem cabelos e maquiagem, que milagre da medicina! (ironia mode ON).

Eu Nanci tenho o cabelo bem curto também, e para a sociedade brasileira atual, não somos nada. Detalhe no meu caso (Nanci) serei totalmente rejeitada, pois nunca tingi o cabelo em 58 anos de vida, que sacrilégio!

Bem se não temos cabelo, como conseguiremos, muitas bolsas e sapatos, (embora não sejamos centopéias), um homem, etc…

No meu caso (Nanci) que não quero realmente um relacionamento, não por ter algo contra os homens ou coisa parecida, mas por opção, tenho outras prioridades na vida mais importantes que isso, e não teria tempo para dar atenção à ninguém.

Falando nisso, me lembrei de um fato acontecido anos atrás, quando estava em minha dentista, e disse que estava só por opção, as outras mulheres me olharam como se eu fosse um ET e disseram:

Mas você não se sente carente?

E eu disse que não.(Carência não é um bom motivo para se ter um relacionamento, mas sim para se fazer terapia!)

Elas voltaram a me olhar estranhamente e eu disse pra finalizar o assunto:

Se fosse um homem que dissesse que estava só por opção vocês não estariam falando isso. – E elas se calaram sem argumentos para este fato.

 Esse vídeo mostra  bem como é uma relação com alguém carente. E não , não tem NADA de romântico!

Voltando às blogueiras, como somos terapeutas, mais preocupadas com o que temos dentro da cabeça do que fora dela, vimos que além dessa blogueira que estava falando sobre depressão, começamos à perceber o número enorme de blogueiras que também tem depressão, síndrome do pânico e ansiedade.

  Só que dessa vez não ficamos mais tão bravas, mas com muita compaixão por nós mulheres, por estarmos tão doentes emocionalmente; por sempre estarmos querendo atingir metas inatingíveis, pelo simples fato de não aceitarmos quem somos.
Parece que quase toda a mulher sempre está vendo defeito em si mesma, sempre se achando gorda, ou brigando com o cabelo, se é liso quer enrolar, se é enrolado quer alisar (a moda atual), se é loiro quer deixar ruivo ou preto, se é preto quer ser loira, se é negra quer alisar, etc.

Falando nisso ficamos matutando e lembrando do Black Power, quando as negras lindíssimas se orgulhavam dos seus cabelos do jeito que eles eram (que beleza!).

Infelizmente na África há pessoas ficando com câncer de pele por usarem produtos para clarear a pele, e o governo de lá está fazendo campanhas para elas aceitarem sua pele como é.

No japão tem jovens que fazem permanente e bronzeamento para parecerem rappers americanos. Na China as mulheres fazem operação nas pernas para esticá-las para ficarem mais altas segundo o padrão ocidental, e plástica nos olhos para terem olhos maiores.

Tem um comentário que lemos assim: “dá muito trabalho tratar o cabelo tingido!”

Só que isso tem uma resposta:  se você deixasse de querer parecer alguém que não é e se aceita-se como é, garantimos que não teria tantos problemas.

Outro fator sobre cabelos: a tintura, o alisamento e outras técnicas deixam tantos resíduos químicos no organismo que parece um suicídio coletivo em nome da não aceitação de si mesmas.

Quanto mais maquiadas, cabelos tingidos, plásticas, etc… ficamos, menos naturais e saudáveis seremos. Ficamos tristes com isso: ver mulheres lindas se auto mutilando diariamente em nome de uma sociedade que parece só querer uma perfeição robótica de todos nós.

O triste disso é que parece que muitos homens estão ficando malucos também e seguindo essa tendência, a perfeição para ser aceito. Ex: o Ken humano ficou tão preocupado em fazer cirurgias estéticas, que nunca fez um exame para perceber que estava com leucemia, e talvez não sobreviva.

Para ver a letra em português, clique aqui

E tome cuidado com os modelos em que você se espelha, observe a vida dessas mulheres que vocês chamam de Divas, será que é um modelo bom a ser seguido? Seguir modelos já é estranho, o melhor é admirar e não endeusar.

Temos notado que quanto mais Divas, mais problemas emocionais elas tem. É tudo fachada, sem profundidade nenhuma. E o louco disso é que os seguidores das tais Divas, muitíssimas vezes tem mais conteúdo do que elas, só não percebem isso.
Então pense: por que o povo segue as pessoas mais problemáticas e as que tem mais conteúdo, tem bem menos visualizações em seus canais? Só questione, por quê? O que você procura nelas que acha que não tem? Só questione.
O pior é que há opções melhores, pesquisando e achamos inúmeras maneiras de pintar os cabelos e fazer maquiagem com ervas naturais que muitas vezes achamos na cozinha. Ou melhor ainda, deixar o pobre cabelo em paz, aceitando-o do jeito que ele é!

Como somos vegetarianas e temos uma dieta sem glúten e lactose, percebemos que a beleza não vem de fora, mas de dentro. Quer ter uma pele bonita e sem espinhas ou marcas? Coma direito, beba água o suficiente, que seu organismo reagirá mostrando uma beleza natural e magnífica.

Olhe-se no espelho, tente se aceitar, se amar do jeito que você é. Se olhar com os olhos da alma e não com os do ego, verá toda a beleza com que Deus te fez.
Dizem que Deus não erra, então por que ele erraria com você?
Você é a perfeição, só não está consciente disso. Trabalhamos com terapias que talvez possam te ajudar à tirar da não aceitação véu de seus olhos, do olhar borrado pelo julgamento da sociedade. Tente se ver de maneira mais amorosa neste mês, neste dia 8 de março e sempre. Se precisar da nossa ajuda, talvez possamos te dar uma palavra de conforto. Você realmente é bela do jeito que o Universo te fez, sem maquiagem, tingimento, sapatos, bolsas, roupas, jóias, homens, filhos etc… só é preciso se ver com outros olhos, com os olhos do amor próprio.

#‎diainternacionaldamulher‬ #cooperativadeblog #8demarço

4 Comments

  1. Eu acabei não fazendo o post do desafio, mas minha posição quanto ao Dia Da Mulher é completamente questionadora! Para mim, não faz sentido que todo mundo pare um dia para comemorar o dia das mulheres se nos outros 364 somos cobradas por uma sociedade injusta! Como andamos, como nos vestimos ou o que fazemos! Também discordo que neste dia caras nojentos deem uma rosa para as mulheres da sua vida se na segunda feira está de volta às ruas chamando as mulheres que passam de “gostosa” (ou coisas bem piores). Somos ignoradas por uma sociedade completamente machista! Somos cobradas perfeição desde crianças e isto é errado!
    Para mim só será feliz dia das mulheres quando houver igualdade de gênero, segurança para andarmos às ruas e liberdade de sermos quem/como quisermos ser!
    Desculpa o comment, foi um desabafo…
    :*
    amandahillerman.wordpress.com

    • Oi amanda!
      Com certeza é complicado. Esse post foi também um desabafo. Alguns acham que é um ataque às mulheres, mas na verdade é cansaço de ver tantas idéias que impõem para gente e acham que isso é “normal”.
      Novamente, não sou contra cabelo, maquiagem ou casamento, mas quando dizem uqe SEM ISSO nunca seremos mulheres é complicado.
      Já fui abusada de todaas as formas possíveis, ouvi “cantadas” horríveis na rua e até briguei com feirante, então sim, dar flores em um dia mas desrespeitar o ano todo ná dá.
      E concordo contigo. complicado ter um dia especial. O melhor é ser tratada igual o ano inteiro, afinal, não temos nada de diferente dos homens né mesmo?
      Besitos Amanda, fico feliz que tenha visitado o blog 🙂

  2. Finalmente vou comentar, confesso que li umas 4 vezes esses posts (incluindo as visualizações dos vídeos). Concordo com quase tudo e respeito a posição de vocês, acredito que de fato por vocês não terem o “véu” nos olhos enxergam esse além e esse post foi uma cutucada bem forte para mim (e não tenho vergonha de assumir isso).

    Sobre 50 tons de cinza, sei que é uma febre ( tenho os livros, fui assistir o filme com o meu marido e fiz uma resenha do filme no meu blog ), sei que a maioria das mulheres sonham com um cara rico, lindo que possa comprar tudo para elas em troca de umas porradas (a vida é assim e a gente sabe que existe muita mulher se submetendo a situações até piores). Quando conheci a história do 50 tons de cinza, fiquei chocada mas fui ler os livros e o sucesso dele é justamente aquele jogo do poder, e EU POSSO MUDAR VOCÊ no qual a mulher ganha no final, talvez por isso tenha feito tanto sucesso porque o final foi diferente do que acontece na realidade, e claro o acréscimo de jóias, roupas passeios de helicópteros e afins. Criei um conflito muito grande em mim e me questionei: ué, mas porque eu gostei tanto do livro, mesmo sabendo que o CG não é o mocinho, e sim o lobo mau? A única conclusão que eu cheguei foi que eu gostei do erotismo do livro e não é nada diferente dos livros Sabrina. Não vou me alongar até porque minha intenção não é defender o livro (não é um orgulho enorme ter gostado dele), mas levei meu marido para conhecer o CG no cinema, mas não para fazer comparativos e sim porque eu sabia que ele iria me acompanhar, somos muito parceiros, e no final saímos revoltados com o filme, porque é idiota e faz repensar: porque eu li o livro? Mas como o livro trabalha demais a fantasia você acabada criando um CG próprio.

    Sobre cabelos, maquiagens e auto estima – esse é o ponto fraco de toda mulher infelizmente, eu quem diga. Queremos sempre o mais, o diferente e talvez por vermos nossas mães fazendo dietas, pintando os cabelos mesmo dizendo que você é linda do jeito que é, porque são bombardeadas por todos os cantos com padrões de belezas impostos.
    Sou fraca com isso, já fui mais a ponto de quase enlouquecer e adoecer e não sei mais se indução ou eu realmente gosto disso, pois a cada produto novo que sai, cada corte e cor de cabelo fico querendo mudar.

    É muito bom ter posts assim, mesmo não concordando em tudo tenho aprendido bastante com vocês. Abraços!

    http://www.hipermetropiafashion.com.br

    • Oi Amanda! ADOREI o seu comentário. E assim como você, quero responder com calma.
      Me fez até refletir também, vou colocar meu ponto de vista ASAP. 😉

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *

26.051 Spam Comments Blocked so far by Spam Free Wordpress

%d blogueiros gostam disto: