SEXO, GRANOLA E ROCK

Faça-você-mesmo sua vida (Do-it-yourself your life)

Category: DANDO NÓ EM PINGO D’ÁGUA NA COZINHA (page 1 of 2)

Dicas de Faça-você mesmo (DIY) na cozinha, com receitas saudáveis, práticas e Deliciosas!

COMO ELIMINAMOS JUNTOS 32 KG (Relato)

EMAGRECIMENTO CAPA

Olá cambada granolística querida, tudo bom? 🙂

Por muito tempo amigos nossos queriam saber sobre nossa dieta e os motivos que nos levaram mudar a alimentação e o que nos levou a viver uma dieta vegana, sem glúten e sem lactose.


Então fizemos esse vídeo falando um pouco da nossa mudança alimentar, os benefícios e como eliminamos juntos 32 kg mudando a alimentação, além de outras dicas úteis que nos ajudaram.

 Espero que ajude de alguma forma e qualquer dúvida das receitas que usamos, comentem no vídeo  ou aqui no blog 🙂

ABÓBORAS: Suas propriedades e como Preparar | DNEPDNC

ABÓBORAS 2 peq
PROPRIEDADES

A abóbora (Cucurbita pepo) é também conhecida como jerimum, amarela, italiana, moranga, hokaido, cucurbita, Pertence a família das Cucurbitáceas. Originária da América,tem muitas variedades deliciosas e nutritivas.

CONTÉM:

-Sais minerais alcalinizantes: fósforo, niacina, cálcio e potássio.

-Vitaminas A, B1, B2, B6, C e E.

-Globulina, substância protéica (corticóide natural).

-Betacaroteno que combate radicais livres.
Todas as suas variedades podem ser usadas para suco, que mantém o organismo fresco, calmo e limpo.

Óleo da abóbora: é uma fonte nutritiva de vitaminas e minerais como o ácido linoleico e os ácidos graxos ômega-3 e ômega-6, que aumentam a energia, o foco e a vitalidade. É emoliente, calmante e um laxante suave devido à mucilagem.

Sementes cruas: são muito nutritivas, com propriedades anti-inflamatórias, tem esteróis vegetais que combatem o mau colesterol LDL. Contém muitos fitoquímicos: cucurbitacinas, grande quantidade de vitamina A, B3, K, ácido fólico, fósforo, potássio, magnésio, proteínas, ferro, sódio, cálcio, zinco e selênio e fibras.

TIPOS DE ABÓBORAS:

COMO ESCOLHER:

Na hora de comprar observe a casca se está brilhante, sem muitas marcas e cortes. Aperte para ver se está firme, chacoalhe para ver se não contém líquido dentro (sinal de deterioração).

COMO LAVAR:

Lave-a com escova de cerdas duras até tirar toda a terra e sujeira presa à casca, após essa primeira lavagem coloque de molho em água com 2 cs de vinagre e 1 cs de bicarbonato para cada litro.

Deixe de molho por 30 minutos, lave após esse tempo. Não se esqueça de virar a abóbora durante esse período para desinfetá-la por inteiro.

COMO CORTAR:

Sempre perguntam como cortar a abóbora sem me machucar, e a resposta que encontrei é:

Ou você já compra a abóbora picada ou terá que cortá-la em casa, o problema é que ela é muito dura e pode ser perigoso seu manuseio.

A melhor opção que encontrei foi cozinhá-la no vapor “al dente”, ou seja, no ponto em que se você enfiar uma faca ela entrará, mas com certa resistência, este é o ponto ideal, pois ela ainda se mantém no formato original, porém, seu corte e a retirada das sementes será bem mais fácil.

Assim como explicado no vídeo abaixo:

 

Aqui abaixo também estão certas propriedades medicinais que a abóbora contém, lembrando sempre que ela pode auxiliar, mas nunca substituir o tratamento médico. Faça seus tratamento e use a abóbora para ajudar no processo.

A abóbora pode ser útil nos seguintes problemas:

Ansiedade e depressão: Ajuda por ter L-triptofano (antidepressivo natural).

Pulmões e mucosas: O óleo é benéfico, e o betacaroteno ajuda a prevenir o câncer de pulmão.

Envelhecimento precoce: Auxilia no combate ao envelhecimento, deixa pele e cabelos suaves e bonitos.

Cicatrizante da pele: nas queimaduras, feridas e na flexibilidade muscular.

Osteoporose: ajuda por ter grande quantidade de zinco.

Diabetes: auxilia no metabolismo da glicose e produção adequada de insulina.

Na artrite e gota: Tomar 1 xicara de suco de abóbora crua 1 hora antes do almoço, diminuem a inflamação.

No raquitismo: Sementes de abóbora (sem casca) assadas no almoço, podem ajudar.

Síndrome do cólon irritável: É muito útil no seu tratamento.

Diarréia: é anticatártica, (combate a diarréia).

Vermífuga: Suas sementes eliminam vermes e lombrigas. Coma mais ou menos ¼ xic. por dia pára trazer seus benefícios.

Hemorróidas: Aplicar um cataplasma de abóbora crua ralada envolta em gaze no local por 2 à 3 horas para acalmar.

Distúrbios da bexiga e renais, pedras nos rins, nefrite: Pode ajudar a melhorar estes problemas, prevenindo-os.

Próstata: Suas sementes ajudam a diminuir a micção freqüente causada por este problema.

Câncer de cólon, estômago, próstata, cólon do útero: O betacaroteno presente na abóbora previne e auxilia no tratamento.

Colesterol: Reduz o mau colesterol LDL.

Pressão arterial: ajuda a reduzir.

 

Bom, é isso gente. Caso estejam  interessados em outros alimentos específicos deixem os seus comentários  abaixo, dê um LIKE aqui e no vídeo, inscrevam-se no canal e compartilhem essas dicas.

Até o próximo post! 🙂

MASSA VEGANA “1001 UTILIDADES” (Sem ovos, sem lactose, Vegano)

MASSA VEGANA "1001 UTILIDADES"clique na foto para ver a vídeo-aula completa

RECEITA MASSA VEGANA “1001 UTILIDADES”
(Panquecas, canelone, espaguete, wrap, etc)

  • 5 xicaras de farelo de aveia*
  • 4 xícaras de farinha de arroz
  • 7 xicaras de água
  • 4 colheres de sopa de farinha de chia
  • 12 colheres de sopa de água
  • 4 colheres de chá de sal
  • 4 colheres de sopa de farelo de arroz (opcional)
MODO DE FAZER:

 PARA CELÍACOS: Se você for celíaco pode testar farinha de amaranto ou trigo sarraceno ou farinha de aveia sem glúten.

 NOTA: Aveia não contém glúten mas existe a contaminação cruzada devido plantarem aveia próxima ao trigo. Para intlorantes como nosso caso, alguns podem comer aveia normal. Procure o médico e veja o seu caso.
Misture a farinha de arroz, o farelo de aveia e o sal. Junte à essa mistura as 7 xícaras de água, Deixe descansar por uns 10 minutos.

Misture a farinha de chia com as 12 colheres de água, deixe descansar por 10 minutos.

Você poderá notar que tanto a mistura de farinha com água, quanto a chia com água ficarão mais encorpadas e espessas. Se você quiser congelar, essa fase é a melhor, pois quando a massa é congelada ela costuma ficar mais aguada. Mas como ela está bem espessa, isso não ocorrerá.
Se você for consumir na hora, se achar necessário acrescente mais farelo de aveia no caso de estar aguada ou água se achar que está muito grossa. Teste fritando uma como panqueca. Se a massa já estiver boa, você pode utilizá-la para muitos preparados, como diz o nome para:

Canelone: Basta fritar como panqueca e rechear ao seu gosto, colocar na forma um ao lado do outro, cobrir com molho e levar ao forno para gratinar.

Wrapp: Peque a panqueca recheie à gosto, e dobre como uma tortilla.

Espaguete ou talharim: Fazer macarrão caseiro com essa receita é bem simples, é só fritar a panqueca enrolar e cortar com uma tesoura na espessura desejada. Cubra com molho e sirva.

Clique na foto abaixo para ver o vídeo completo:

MASSA 1001 UTILIDADES 2


RECEITA 1001 UTILIDADES INSTAPORQUE ESSA RECEITA É BOA PARA O CRUDIVORISMO

 Embora seja frita, essa receita é indicada para crudivorimo porque ajuda você na transição para o crudivorismo evitando comer menos massas como pão, macarrão, etc.

Usando apenas 1 panqueca e cobrindo com muita salada por cima (como na 2ª  foto acima) irá forrar o estômago com mais fibras além de impedir tanto o consumo de carboidratos.
Fora que o consumo da chia ajuda na regulação do trato gastro-intestinal além de outras excelentes propriedades descritas a


CHIA – UM ALIMENTO FUNCIONAL

Ela pode ser uma aliada no vegetarianismo e no veganismo substituindo os ovos, por possuir enorme quantidade de proteínas, por isso foi incluída nessa receita que pode ser consumida diariamente no lugar do pão, enriquecendo assim sua dieta.

  • Ômega 3: Possui teor muito maior que a linhaça e o salmão.
  • Cálcio: 5 vezes mais cálcio que o leite de vaca e também ajuda a queimar gordura no organismo.
  • Magnésio: 2 vezes mais que castanhas e nozes .
  • Manganês e fósforo: 3 vezes mais que espinafre.
  • Proteínas:  Fonte completa, tem todos os aminoácidos essenciais necessários ao organismo.
  • Fibras: a alta concentração que a torna aliada no emagrecimento e na boa digestão.
  • Vitaminas e minerais: fonte vegetal mais rica que se tem conhecimento.
  • Antioxidantes: flavonoide kaempferol e, em menor quantia, os ácidos cafeico e clorogênico.

Cada 100 grs contém:

  • Energia: 2471 KJ / 595 Kcal;
  • Proteínas: 16g;
  • Carboidratos: 44g;
  • Lípidos: 31g.
PROPRIEDADES:

Reduz a ansiedade, por ajudar na absorção de carboidratos, liberando maia lentamente a energia na corrente sanguínea. Ela dá saciedade, uma vez que incha no estômago, quando misturada com água, dando sensação de barriga cheia, o que evita que se coma em demasia ,ajudando assim no emagrecimento.

Falando em energia, ela contém muita, 1 colher de sopa pode nos dar energia por várias horas.

Ela também ajuda em inflamações causadas pela gordura acumulada no organismo pelo Omega 3 que possui. Ela ajuda na desintoxicação por ter muitas fibras que regulam o trato intestinal e ajudam a retirar a gordura do organismo que é eliminada por meio das fezes que ficam mais abundantes.

Ela pode reduzir o colesterol, triglicérides, controla a glicemia, ajuda na formação dos ossos, no envelhecimento precoce, ajuda a imunidade, fortalece o intestino, elimina gorduras e toxinas, fornece energia, fortalece os músculos, previne diabetes, doenças cardiovasculares e ajuda a controlar a pressão.

A semente de chia integral, pode ter diversos usos na cozinha. Ela é capaz de agir quase como emulsificante, torna líquidos mais próximos de um gel e dá “liga” a massas.

A chia tem o poder de absorver 12 vezes o próprio peso em água. Pode-se utilizá-la em: pães, tortas, quiches, mousses, cremes, patês, risotos, farofa, saladas de frutas, sucos, vitaminas, etc…

QUANTIDADE DIÁRIA:

Como tudo na vida não usar em exagero, para não ter acumulo de fibras no intestino, umas 2 colheres de sopa por dia são suficientes.

Mas lembre-se só as coma dissolvidas em água, ou misturadas aos alimentos.

 

OBS: Essa receita tem muitas vitaminas, devido à Chia que tem muitas propriedades, mas também você pode acrescentar à massa, uma farinha energética.


FARINHA ENERGÉTICA 

  • Gergelim integral
  • Gergelim negro
  • Semente de abóbora tostada sem casca
  • Semente de girassol sem casca
  • Semente de chia

Em partes iguais, bata tudo no liquidificador e utilize em suas receitas para enriquecê-las com muitas vitaminas e sais minerais.

 

CHURROS ASSADOS (Sem glúten e Sem lactose)

CHURROS CAPA

Olá cambada granoleira, tudo bem com vocês?

E ai, congelando muito com esse frio? Bom, se tem coisa melhor que comer coisas gostosas no frio eu desconheço. Por que não aproveitar e comer essa fantástica receita de churros assados  sem glúten e sem lactose?

OBS: Contando um detalhe da nossa história, tivemos uma barraca de churros tradicionais por anos, e quando descobrimos que não podíamos comer glúten, lactose e fritura pensávamos que nunca mais iríamos sentir esse pecado coberto com açúcar e canela.
Assim que a Nanci recriou essa receita minha criança interior pulou de alegria!!!
E posso dizer que essa versão da de 1000 à 0 a versão tradicional.

Então, que tal aproveitar e testar hoje mesmo? É tão fácil que você pode fazer essa tarde mesmo. 😉


 INGREDIENTES:
  • 1 xícara de água
  • 1 xícara de farinha de arroz
  • ½ xícara de óleo ou azeite
  • ½ colher de sopa de essência de baunilha
  • 2 colher de sopa de açúcar
  • ¼ colher de chá de sal
  • 2 colher de chá de suco de limão
  • 3 ovos em temperatura ambiente
  • Açúcar, canela e pitada de sal à gosto
  • Creme de chocolate
 MODO DE PREPARO:

Ferva numa panela a água, o óleo, o açúcar e o sal. Quando estiver fervendo coloque a farinha de arroz, mexendo sempre até cozinhar e soltar do fundo da panela. Deixe amornar e vá misturando (ovos batidos com a baunilha) 1 a 1 até incorporar bem na massa.

Coloque a massa num saco de confeitar com bico estrela. Reserve.
Coloque na assadeira papel manteiga ou tapete de silicone (ele gruda menos). Pingue gotas da massa no fundo da forma para grudar o tapete/ papel manteiga.
Com o saco de confeitar vá formando tiras da massa (pode deixar bem próximo um do outro já que não crescem muito) e corte com uma faca a massa. Aperte bem devagar para que não haja bolhas. Respingue algumas gotas de água em cima dos churros para que, o vapor deles faça com que a massa cresça mais.
Coloque a assadeira dos churros dentro de outra assadeira, evitando assim que queime os churros.

Asse em 200º de 18 a 22 minutos ou até dourar. Desligue o forno e deixe mais 10 minutos no forno desligado para secar e ficar firme. Tire do forno, passe no açúcar e canela.

OBS: coloque o açúcar, sal e canela em um saco de plástico, misture bem e coloque os churros assados aos poucos, evitando assim sujar suas mãos.

Clique na foto para ver o vídeo completo

Clique na foto para ver o vídeo completo

Molhe os churros em chocolate ou na goiabada derretida e Bom apetite!

BOLO DE BATATA DOCE (Sem glúten e lactose) e Volta do canal

BOLO BATATA-DOCE CAPA 2
E aí cambada querida e granoleira
, tudo bem com vocês?
Sim, sumimos do mapa, mas por uma nobre causa: trabalhos e outros projetos secretos que por enquanto não podemos revelar 😉

Mas enfim, essa semana voltamos oficialmente à ativa! XD
E para comemorar os mais de 900 inscritos no canal, deixamos aqui uma receita de um Bolo de batata doce deliciosamente pecaminoso glúten e lactose-free!
Vamos aos ingredientes:


INGREDIENTES BOLO:
  • 1 ½ xícaras de preparado de farinha sem glúten*

*(2/3 de xícara de farinha de arroz + 2 xíc. de amido de milho + 1 xíc. de polvilho doce)

  • 3 ovos
  • 1 xícara de açúcar
  • ¾ de colher de chá de fermento em pó
  • ¾ de colher de chá de bicarbonato
  • 1 pitada de sal
  • 1 colher de chá de canela em pó
  • ½ colher de chá de noz-moscada
  • ½ xícara de óleo
  • 1 xícara de batata-doce cozida (amassada e peneirada)

 MODO DE PREPARO

Junte em uma tigela a mistura de farinha sem glúten, açúcar, bicarbonato, fermento, sal, canela e noz-moscada, reserve.

Em outra tigela junte os ovos, óleo e a batata doce, misture.

Abra uma cova no centro da mistura seca, acrescente os ingredientes úmidos e vá mexendo até integrá-los bem. Leve à assar em forma untada e enfarinhada com óleo e fubá. Forno médio, asse até ficar dourado, mas não muito seco*.


CREME DE BATATA-DOCE
  • 2 batatas doce cozidas (amassadas e peneiradas)
  • 2 colheres de sopa de leite de côco
  • 1 colher de sopa de óleo
  • 4 colheres de sopa de açúcar impalpável ou 7 colheres de sopa de açúcar mascavo*
    *(acrescente mais se achar necessário)

Bata até virar um creme, recheie o bolo com ele.

Depois de rechear o bolo com o creme peneire açúcar impalpável sobre ele.
VÍDEO-AULA COMPLETA

BOLO BATATA DOCE youtube (Clique na imagem para ver o vídeo completo)

Esse bolo é um de nossos favoritos (eu Dianah, fiquei fãzona assumida! Tanto que fiz mais 2 receitas e comi quase um bolo sozinha! O melhor bolo de aniversário que comi na vida!!!).

Por não ser muito doce, ficar muuuito úmido e extremamente nutritivo e saboroso!

*Obs – : O segredo de receitas e principalmente bolos sem glúten, além de se usar uma mistura de farinhas mais leve (receita acima) é assar na medida adequada, nem  menos tempo deixando o bolo ainda grudando no palito, nem deixar tempo demais o que torna os bolos sem glúten excessivamente secos.
Lembre-se você está usado farinhas “sem glúten”, portanto um pouco mais secas, porém com muitíssimas vantagens em termos de saúde, nutrição e emagrecimento sobre as farinhas “com glúten”.

Sabendo certos segredos da culinária sem glúten você ficará encantada/o em como é mais fácil fazer bolos, pães e outras guloseimas com farinhas sem glúten. Aos poucos iremos dando inúmeras dicas à esse respeito, e no final você ficará craque nelas.

Bon apettit!

SOPA DE CENOURA COM GENGIBRE (Sem glúten ou Lactose)

SOPA CENOURA capa
Esta sopa além de ser muito saborosa, principalmente nos dias frios de inverno aquecendo de uma maneira deliciosa, ajuda muito para acelerar o metabolismo e queimar calorias.

Ela pode ajudar bastante em muitos problemas de saúde ajudando no tratamento convencional, pois possui propriedades anti-oxidantes, anti-inflamatórias, antivirais, antibacterianas e pode auxiliar a aumentar nossas defesas imunológicas. Abaixo você encontrará algumas propriedades de cada item que a compõe.

Obs: Embora a maioria das pessoas não tenha problemas com ele, dê uma olhada nas contra-indicações para não ter problemas, ok?

 

Propriedades dos ingredientes:

 


CEBOLA

Possui selênio, enzima anti-oxidante que protege as membranas celulares, o revestimento interno dos vasos sanguíneos, podendo retirar coágulos, evitando infartos, AVC ou embolia pulmonar.

Ela pode depurar o sangue, fígado, purificar intestinos, eliminando fungos, bactérias e toxinas prejudiciais, aumentando a diurese. Possui propriedades antibacterianas, antivirais e antibióticas que podem aumentar nossas defesas imunológicas.

Ela ajuda a eliminar a tosse, rouquidão, asma, prisão de ventre, e em picadas de insetos pode-se friccionar o local com uma cebola cortada.

Porque ela faz chorar?

Pela presença do ácido sulfúrico liberado quando as cortamos que irrita os olhos provocando lágrimas e seu cheiro forte.

 


CENOURA

A cenoura é uma raiz alaranjada, rica em betacaroteno com propriedades que ajudam na nossa visão, pele e mucosas. A cenoura contém muitas fibras e:

Vitaminas, A, C, B2 e B3. Sais minerais, Fósforo, potássio, cálcio e sódio.

Cada 100 gramas contém 40 calorias, sendo boa para regimes de emagrecimento, além do fato que a sua cor laranja na cromoterapia ajuda no sistema linfático corporal ajudando o organismo a eliminar mais facilmente as toxinas.


GENGIBRE

Ele contém grande quantia de ferro e cálcio e o gingerol um poderoso anti-oxidante e antiinflamatório.
Ele é estimulante da mente e do corpo, pois acelera o metabolismo corporal.

Ajuda também a digestão, reduz a flatulência e tira o mal estar proporcionado nas diarréias.

Pode ser usado na gravidez ajudando a aliviar as náuseas, e também por qualquer pessoa que tenha enjôos não sómente grávidas. A inalação do gengibre pode ajudar nesses casos.

Se utilizada fresca pode ser mastigada para tratar problemas na garganta, o chá pode ser usado em gripes e resfriados. Ele melhora a circulação sanguínea a linfática, ajudando em inflamações, quando usado em compressas ajuda na artrite e músculos doloridos e em dor de cabeça na hipertensão arterial.

Na culinária é usada em muitos pratos principalmente na culinária oriental dando um sabor picante inconfundível. Pode ser usado em vinhos, licores e também no kefir como 2ª fermentação. (link kefir)

Contra-indicações:

Acne, eczema, febres altas, azia, hemorragia interna, úlceras. Algumas pessoas podem ter sintomas pelo uso em altas doses tais como: vômitos, diarréia, azia, dor de estomago, coceira, inchaço na boca, face, lábios e língua, erupções cutâneas, dificuldade de respirar.


LARANJA

Ela é rica em vitamina C que protege as células contra os radicais livres causadores de doenças crônicas como câncer e problemas cardíacos.

Ela também contém: potássio (que ajuda a regular o ritmo do coração), magnésio, fósforo, ferro e ácido fólico, pectina e flavonóides. Possui propriedades anti-oxidantes, anti-inflamatórias, anti-tumorais (pela presença de polifenóis) que evitam a formação de coágulos no sangue e organismo.

Elas possuem limonóides cítricos que ajudam a combatem câncer de pele, pulmão, mama, estômago e cólon. Ela previne doenças renais e reduzindo pedras nos rins, e também abaixam o colesterol.

Suas fibras ajudam a prevenir a prisão de ventre, elas possuem caratenóides que se convertem em vitaminas A que ajudam a prevenir a degenaração macular (olhos).

Ela ajuda a regular a pressão arterial pela presença do flavonóide hesperidina, além da presença do betacaroteno poderoso antioxidante.

Embora as pessoas se preocupem com sua acidez, ela também possui minerais alcalinos que fazem sua ingestão equilibrar o organismo, ao invés de torná-lo ácido.

Evite adicionar açúcar quando a ingerir, pois ele retira suas propriedades, junte à seu suco alguma fruta mais doce como manga, ou use adoçantes naturais como a estévia.

Aqui está a receita:


SOPA CENOURA
SOPA DE CENOURA COM GENGIBRE

  • 2 colheres de sopa de óleo ou azeite
  • 1/2 xícara de cebola picada
  • ¼ xícara de gengibre picado ou ralado
  • 3 xícaras de água ou caldo de legumes
  • 4 xícaras de cenouras cruas descascadas e picadas
  • 1 1/2 xícara de suco de laranja
  • 1/2 xícara de água
  • sal e temperos à gosto.

Doure a cebola e o gengibre no azeite. Junte o caldo (ou a água) e a cenoura picada, ferva até ficar macio. Retire do fogo, bata no liquidificador e coe. Volte à panela, acrescente o suco de laranja e a água. Cozinhe mais 5 min.

Obs: Como sempre faço em grandes quantidades para congelar verifiquei que isso dificulta na hora de peneirar.

Por esse motivo, optei em dourar a cebola no óleo em uma panela pequena, retirá-la para a panela grande de sopa e no mesmo óleo que sobrou dourar os pedaços de gengibre, acrescentando água à ele cozinhando em separado como um chá, batendo-o posteriormente no liquidificador peneirando e acrescentando esse líquido aos outros ingredientes que irão cozinhar juntos na panela grande, o que facilita em muito o processo, pois assim fazendo no final não se terá que peneirar a sopa toda, mas só liquidificá-la.

Porém se você fizer em pequenas quantidades, liquidificar e peneirar é bem mais fácil.

Use o melhor processo para você.

Bom Apettit!

SOPA CENOURA vídeo

PUDIM DE BANANA DELICIOSO (Sem Glúten, Lactose ou Açúcar)

PUDIM DE BANANA 3 ingredientes
Olá cambada!

Hoje resolvemos passar uma receita de pudim de banana tão simples, prática e deliciosa que é impossível errar!

INGREDIENTES:

  • 14 bananas nanicas maduras (quanto mais maduras, mais doce)
  • 1 vidro de leito de coco (200 ml)
  • 2 ovos inteiros
  • Canela em pó (opcional)
  • Óleo e fubá para polvilhar a vasilha.

Corte as bananas e bater com todos os ingredientes no liquidificador até virar um creme.
Despeje essa mistura em uma forma enfarinhada com óleo e fubá e coloque no forno em fogo médio (220º). Mínino 30 minutos (depdende do forno).
Pode ir direto no forno sem o banho-maria (só tomar cuidado para deixar no fogo médio e na chapa de cima para não queimar o fundo).
Pode escolher pegar mais “branquinho” e ficar com uma textura mais cremosa, ou mais dourado e ‘caramelizado’, vai do gosto de cada um.

Abaixo o vídeo com o passo-a-passo:

pudim banana 3 ingredientes

SACO PENEIRA PARA SUCOS, KEFIR E CHÁS| VEDA #11

SACO-PENEIRA SUCO KEFIR E CHÁ CAPA
Olá gente!

Estes sacos conhecidos como “Peneira furada” são úteis para peneirar sucos, Kefir, Chás e Leites como leite de alpiste e também para smoothies ou “suco da vida”,  etc… o processo é simples mas existem alguns truques que ajudam a produzir melhor esses saquinhos.

Demos 2 opções de tamanho porque no caso do kefir você pode tanto colocar os grãos de Kefir dentro do saco pequeno para evitar misturar com o suco de frutos no jarro, ou colocar as frutas do suco no saco maior e deixar os grãos de Kefir livres.


 SACO DE KEFIR PEQUENO

MATERIAL:

  • Tecido de tule tunil (um tule com trama mais fechada)
  • Barbante de algodão (desinfete fervendo em água por 10 minutos)
  • Vela
  • fósforo
  • Incenso

MEDIDAS:

  • Cortar um círculo de tunil com 22 cm de diâmetro
  • 60 cm do barbante

Acender a vela e ir passando por ela para selar as bordas (link do video explicativo)

Acender o incenso e deixar só a brasa, prendê-lo em um sabonete para ficar fixo e ir furando buracos à 1 centímetro da borda com 2 dedos de espaço entre cada um.

Pegar os 60 cm de barbante dar vários nós em uma ponta e ir passando-o pelos buracos do tunil até chegar no último que deve ficar do mesmo lado do primeiro, caso não fique fure mais um buraco. Dê mais uns nós para acabamento.
Utilize quando fizer kefir de frutas para acondicionar os grãos de kefir, para que fiquem protegidos e não se misturem às frutas.


MEDIDAS PANELA FURADA GRANDE SUCO

MATERIAL:

  • Tecido de tule tunil (um tule com trama mais fechada)
  • Elástico roliço médio
  • Fecho apropriado para lacrar o saco
  • Vela
  • Prato ou candelabro para a vela
  • fósforo
  • Incenso

MEDIDAS:

  •  Cortar um círculo de tunil com 70 cm de diâmetro.
  • 1,20 metro do elástico roliço médio.
  1. Acender a vela e ir passando por ela para selar as bordas.
  2. Acender o incenso e deixar só a brasa, prendê-lo em um sabonete para ficar fixo e ir furando buracos à 2 centímetros da borda com 3 dedos de espaço entre cada um.
  3. Pegar o elástico previamente cortado passar a ponta em um dos lados da peça do fecho dê nós para lacrar bem, e vá passando-o pelos buracos do tunil até chegar no último que deve ficar do mesmo lado do primeiro, caso não fique fure mais um buraco. No final coloque essa ponta no outro lado da peça do fecho dê alguns nós para prender.

Utilize quando fizer suco de frutas, smooties, para peneirar o kefir ou o chá preto para o kombucha. Ele é muito útil parta peneirar chás com folhas pequeninas.


PARA LEITE DE ALPISTE

Use filtro para café daqueles feito de nylon bem fechado, pois o alpiste quando batido deixa muitas casquinhas que podem fazer mal ao trato digestivo e que podem passar pelo saco de tunil.

KEFIR: O que é e como Produzir | VEDA# 14

KEFIR CAPA

RECEITA COMPLETA NO FINAL DO POST

KEFIR É UM PROBIÓTICO

Kefir (Kephir ou Kefyr), kewra, talai, mudu kekiya. É originário das Montanhas do Cáucaso Setentrional (Rússia) há séculos. A palavra Kefir é derivada do turco keif que pode ser traduzida como sentir-se bem. Quando feito de leite possui uma consistência cremosa
O kefir ou quefir é uma bebida probiótica, feita à partir de uma colônia de microorganismos simbióticos imersa em uma matriz composta de polissacarídeos e proteínas.

Probióticos são produtos farmacêuticos ou alimentares encontrados em iogurtes e leites fermentados que contêm um ou mais micro-organismos vivos, como os lactobacilos e as bifidobactérias. Depois de consumidos, se dirigem principalmente para o trato gastrointestinal e urogenital, estimulando seu funcionamento saudável.

“O intestino é a principal porta de entrada de nutrientes no organismo, absorvidos pela parede intestinal, mas agentes patogênicos também podem entrar . A função dos probióticos é colonizar e proteger a parede intestinal, evitando, assim, que moléculas alergênicas e micro-organismos patogênicos façam mal à saúde”,

É como um exército que trabalha à nosso favor se integrando à flora intestinal, deixando-a equilibrada, esse exército de micro organismos do bem auxiliam na absorção dos nutrientes: ferro, cálcio e vitaminas do complexo B, entre outros, fazendo seu valor nutritivo e terapêutico aumentar.

Consumindo diariamente suplementos ou produtos que tenham esses micro organismos como iogurtes e leites fermentados como o kefir, seus efeitos probióticos nos beneficiarão ajudando nosso exercito de defesa.

Consumir alimentos prebióticos (fibras não digeríveis) que servem de alimento e fortalecem os micro organismos do bem e o nosso sistema imune, aumentando a absorção de cálcio e magnésio tais como: Cebola, alho, tomate, banana, mel, raiz de chicória, aspargo e alcachofra.

Beber bastante água, já que o líquido ajuda na formação e eliminação do bolo fecal.

Diferente do iogurte que é fermentado apenas por lactobacilos, o kefir exige temperaturas mais baixas e é fermentado por 37 tipos diferentes de microorganismos em sua colônia, incluindo as leveduras (utilizadas na preparação de diversos produtos, dentre eles: pão, cerveja, vinagre, queijo, vinho, chucrute etc).

O grão de Kefir é um agrupamento gelatinoso polissacarídeo que tem vários microorganismos em simbiose, e sua complexidade ainda não foi completamente decifrada pela ciência.


BASICAMENTE O KEFIR CONTÉM:

8 leveduras, 2 bactérias acéticas, cerca de 16 lactobacilos, cerca de 9 streptococci/lactococci, ácido fólico, ácido pantotênico, biotina (vitamina B), cálcio, carboidratos, fósforo, gordura, lactase, magnésio, niacina (vitamina B3), potássio, proteínas, pyridoxina (vitamina B6), triptofano, vários outros aminoácidos benéficos, vitamina B12 (o kefir de leite), vitamina K.

É formada por lactobacilos e leveduras fermentadoras da lactose (Kluyveromyces marxianus) e leveduras não fermentadoras de lactose (Saccharomyces omnisporus, Saccharomyces cerevisiae e Saccharomyces exiguus), Lactobacillus casei, Bifidobaterium sp e Streptococcus salivarius subsp thermophilus., fungos benignos e culturas de bactérias e lactobacilos como por exemplo: Lactobacillus bulgaricus, Streptococcus thermophilus, Lactobacillus acidophilus, Lactobacillus casei, leuconostoc, lactococcus e acetobacter que produzem ácido láctico, álcool etílico e dióxido de carbono.

O kefir é usado para aumentar as defesas do organismo, regular o funcionamento do intestino, amenizar problemas de pele como acne e dermatite, melhorar a digestão da lactose e inibir tumores e bactérias causadoras de infecções.

Levemente ácido e com um cheiro moderado como de cerveja (levedura). Ele pode conter de 0,08 à 2% de álcool. Nas fermentações de 24 hs tem mais ou menos de 0,08 à o,5%.

O metabolismo da colônia de microorganismos consome a lactose e reduz a caseína, albumina e outras proteínas aos aminoácidos que as constituem, além de sintetizar ácido láctico, a lactase e outras enzimas que ajudam a digerir a lactose restante depois da bebida ingerida. Ainda modificam os sais de cálcio para formas mais facilmente absorvidas pelo organismo humano. Pode ser feito de leite de vaca, cabra, ovelha, búfala, égua e até de camela. de soja, côco, assim como de água, sucos, etc…


OS GRÃOS SE MULTIPLICAM

O nome “grãos” é uma metáfora, pois eles se parecem com grãos, na realidade grãos de kefir de leite se parecem com sagu cozido bem unido e quando de água parecem com pedacinhos de gelatina incolor picadinha e quando de frutas adquirem a cor da fruta usada, por exemplo se forem de suco de uvas, se parecerão com framboesas.

Os grãos de Kefir multiplicam-se conforme são cultivados, quanto maior a temperatura mais ativos ficam e aumentam mais rapidamente o seu tamanho, por causa disso, são doados e as orientações passadas de pessoa à pessoa. Seu preparo é simples, podendo ser misturado à frutas, mel e cereais e em receitas que levam leite ou iogurte.

Mantenha-o em local com pouca luz e com temperatura exterior o mais constante possível – 15.°C à 40.°C – quanto maior a temperatura mais rápida a fermentação, abaixo dos 10.°C ele entra em estado de hibernação, por isso se quiser um período sem utilizá-lo, guarde-o na geladeira.


KEFIRAN

Kefiran (KFG-C) é um gel solúvel polissacarídeo presente em grãos de kefir de leite, como uma gosma esbranquiçada, parecida com clara de ovo, os grãos de kefir possuem 45% de kefiran em sua composição. Ele é composto por monossacarídeos, glicose e galactose em proporções quase iguais, produzidos no centro do grão por lactobacilos homofermentativos:

Lb.kefiranofaciens e Lb.kefiri (estes lacotobacilos em particular é encapsulado no centro dos grãos onde as condições anaeróbicas são favoráveis à síntese do kefiranpela na presença do álcool etanol.
Existem outros lactobacilos que produzem um polissacarídeo similar: Lbsp.KPB-1678 e Lb.brevis. As espécies de lactobacilos que produzem kefiran ou uma forma similar de polissacarídeos podem ser os responsáveis pela tendência natural dos grãos se unirem em estruturas fechadas, talvez por causa das diferentes pressões dos micróbios encapsulados, organizados em camadas específicas que se extendem através do centro da matriz.


KEFIRIDADE

É o líquido amarelado que fica abaixo ou acima do kefir de leite, que alguns chama de “soro”, rico em kefiran. Pode-se conseguir kefiraridade também dando descanso aos grãos, que são colocados em água sem cloro por 24 hs. Esta água que sobra também é rica em kefiran e pode ser adicionada à kefiraridade obtida da fermentação dos grãos com leite.


*CONSUMO DOS GRÃOS EXTRAS

Nós consumimos os grãos de kefir extras para consumo, mais ou menos 1 colher de sopa por pessoa batidos em sucos ou vitaminas de frutas são uma reposição natural de probióticos diretamente no nosso intestino, só fazem bem são digamos “uma overdose” de saúde para nosso organismo.


KEFIR DE LEITE DE VACA

MATERIAL:

• 1 a 2 colheres de sopa de grãos do kefir.
• Tigela não-metálica com tampa e capacidade para conter o leite e ainda sobrar espaço (cerca de 1/4)
• Um recipiente não-metálico com a boca larga para armazenar o kefir (não usar metal, só plástico)
• Um coador plástico
• 1 à 2 copos de leite fresco (pode ser integral, desnatado, semi-desnatado)

Modo de Preparar: Coloque os grãos de kefir e o leite na tigela não-metálica (certifique-se de não encher mais de 3/4 da tigela).
Tampe a tigela e deixe-a à temperatura ambiente por aproximadamente 24 horas ou até que o leite coalhe ou forme soro (kefiraride) ao seu gosto (determine um local para deixar seu kefir, por exemplo, um armário onde não bata luz solar direta e uma vez a cada duas horas ou mais, dê uma chacoalhada na tigela, para certificar-se de que os grãos estarão sempre em contato com leite fresco), Ao fim das 24 horas coe o kefir.

O que você coou é kefir pronto para o consumo.
Depois de algumas semanas de consumo você já nota as melhoras no funcionamento do intestino e é visível a melhora da pele!


 

KEFIR DE LEITE DE SOJA

O kefir pode ser cultivado em meios alternativos como leite de soja, de castanhas, nozes ou leite de côco.
É melhor utilizar o leite de soja caseiro, por não ter aditivos químicos.

Porém pode se fazer com leite de soja em pó na seguinte proporção:
1 litro de água + 10 colheres de sopa de leite de soja em pó mexa bem e ferva. Deixe esfriar.

MATERIAL:
• 250 ml de leite de soja
• 1 colher de sopa de suco de limão (ou qualquer fruta cítrica)
• 2 colheres de sopa de grãos de kefir
• 1 jarro de vidro com tampa

Junte tudo coloque um pano com elástico para tampar, deixe fermentar por 24 hs. Coe e repita o processo quando quiser.

Obs: O kefir de leite de soja podem parar de crescer quando não cultivados com leite animal. Para evitar isso pode-se fazer com 50% de leite de soja e 50% de leite de vaca, ou fazer de leite de soja num dia e leite de vaca no outro.


KEFIR DE LEITE DE CÔCO

Pode-se fazer kefir de leite de côco com metade de leite de vaca e metade de leite de côco.

As coalhadas são macias e cremosas, e os grãos continuam à crescer. O kefir coado também pode ser usado para fermentar o leite de côco, eliminando o uso dos grãos. Basta acrescentar 10 à 20% de kefir de água ou leite ao leite de côco fresco e deixar fermentar em temperatura ambiente por 24 hs. As proporções entre grãos e leite de côco variam ao gosto de cada um.

Obs: o iogurte de leite de côco fermentado com kefir de água é uma ótima opção para quem tem intolerância à lactose.


KEFIR DE ÁGUA OU SUCO

Também pode ser usado para kefir de água ou frutas que tem quase todas as propriedades do kefir de leite e para quem tem intolerância à lactose a melhor opção é usar kefir de água ou suco de frutas. Para isso use grãos de kefir de água (pode-se transformar grãos de leite em grãos de água*).

O kefir de água é uma bebida efervescente, fermentada em água e açúcar mascavo com fatias de limão. Pode-se acrescentar frutas secas como: figos, damascos, uvas e *bananas passas que realçam o sabor e aumentam os nutrientes.

Os grãos de kefir de água são uma massa mucilaginosa transparente pequena, que consiste em polissacarídeos (dextrans) com cadeias compostas apenas de glicose, que são produzidos com os esforços simbióticos compartilhados entre as bactérias do ácido lático e os fermentos da matriz.

Os grãos são mais densos do que os de leite, e se reproduzem muito mais do que os de leite, seu aumento pode variar entre 10% e 160% em 48 hs.

Qualquer fruta que seja possível espremer em suco, pode ser usada no kefir, sendo melhores as ácidas como: uva, abacaxi, pode-se acrescentar suco e água à gosto (quanto mais suco de fruta doce, maior índice de álcool no kefir preparado.
Abacate e banana in natura (como não podem ser espremidos para suco) não podem ser usados. Usar somente se forem bananas passas*.

Obs: Uma das maiores vantagens do kefir de água ou suco é de que quando se quer consumir grandes quantidades diárias como por exemplo 1 litro, isso se torna muito mais fácil, pois o kedir de frutas ou água se parece muito com um refrigerante, tendo um gosto bastante delicioso e agradável, principalmente se o adoçarmos com Estévia pura.


RECEITA BÁSICA PARA KEFIR DE ÁGUA

Para cada vidro de 3 litros:

  • 6 xic (chá) de água desclorada
  • 6 colheres de sopa de açúcar mascavo
  • 6 colheres de sopa de grãos de kefir de água (pode ser mais)
  • 1 fatia de limão sem casca (com casca só se for limão orgânico)
  • Se desejar coloque 1 ou 2 frutas secas: figo, passas, etc,,
  • Pode-se juntar frutas in natura: 1 pedaço de manga, maçã etc…

Misture bem e coloque os grãos soltos pré lavados e deixe por 24 horas. Abra o vidro, coe o liquido com a panela furada, e acrescente o suco de 1 limão, mexa bem e engarrafe em garrafas de refrigerantes ou de água com gás enchendo até ¾, tampe bem e guarde em lugar sem luz.

 


COMO ADAPTAR GRÃOS DE ÁGUA PARA LEITE

A adaptação costuma ocorrer em mais ou menos uma semana, podendo levar mais ou menos tempo, dependendo da qualidade do leite ou temperatura ambiente, é muito comum os grãos de kefir adaptados da água para leite não reproduzirem, chegando mesmo à desaparecer com as manipulações durante o preparo. Nesses casos, acrescentar um pouco de leite em pó ajuda, dando uma superalimentada nos grãos que se fortalecem e retornam ao seu desenvolvimento normal.

MATERIAL:
• Uma porção de grãos de kefir de água
• Duas porções de leite ou água desclorada* para lavar os grãos.
• Uma porção e meia de leite
• Um frasco de vidro para fermentação.

Lave os grãos com duas porções de água desclorada ou leite, coloque a porção e mei de kefir mais os grãos no pote, deixe fermentar por 12 hs. Coe. Se o kefir resultante tiver sabor, consistência e sabor de iogurte natural está pronto.

Obs: Por ser pouco leite para muitos grãos o iogurte resultante pode ser muito ácido. Caso contrário se ainda estiver muito líquido e azedo jogue fora e repita o processo até ficar com aparência de iogurte.


*COMO ADAPTAR GRÃOS DE LEITE PARA ÁGUA

A adaptação costuma ocorrer em 3 dias, podendo levar mais ou menos tempo dependendo da temperatura ambiente e a qualidade do açúcar.

Material:
• Uma porção de grãos de kefir de leite
• Uma porção de açúcar mascavo
• Cinco porções de água desclorada* ou mineral
• Frasco de vidro para fermentação

PREPARO: Lave os grãos em duas porções de água. Misture o açúcar mascavo no restante da água, mexa bem, acrescente os grãos de kefir de leite. Tampe o frasco, quanto mais hermético, mais frisante o kefir. Deixe fermentar por 12 hs (temperatura ambiente). Coe.

Se o kefir coado estiver com sabor de cerveja choca e não se perceber mais o sabor do açúcar mascavo, está pronto. Caso contrário, descarte e reinicie o processo.

*Como desclorar a água:  Ferver por 20 minutos ou bater a água no liquidificador por 2 minutos (aumentar o tempo de for mais de meio litro). Espere a água retornar à temperatura ambiente nos 2 casos, pois o calor é prejudicial aos grãos.


ARMAZENAMENTO

Se quiser armazenar os grãos, o kefir recém coado tem qualidades de armazenamento inigualáveis.

Em uma experiência ficou 1 ano na geladeira mantendo-se bom, porém muito ácido com índice de álcool de 2% com ph de 3 e se transformou em kefirage (kefir-vinagre).

Em outro caso um frasco com 2 litro com kefir ficou bom por 10 meses à temperatura ambiente. Colocou-se 2 colheres de sopa de azeite extra-virgem que funcionou como tampa impedindo do oxigênio entrar evitando a propagação de fungos, o conteúdo total do vidro não ultrapassou ¾ da sua capacidade.

Pode-se armazenar os grãos (tanto de leite quanto de água) na geladeira os de leite em leite em vidro fechado e os de água em água mineral por muito tempo.


USOS DO KEFIR / KEFIRARIDADE / KEFIR DE ÁGUA
E GRÃOS

“kefir vera”  queimadura de sol (loção calmante e curativa):

Se você está com queimaduras de sol e está ardendo, bata no liquidificador:

• 1 parte de kefiraridade (ou kefir de água)
• 1 parte do gel da babosa (retire a parte exterior da folha fresca, o que sobra é o gel de babosa)

Para cada 100 ml desse composto adicione 1 colher de sopa de azeite de oliva extra-virgem e misture por 30 segundos, coe com um coador ou pano. Modo de usar: 1º dia: aplicar 3 à 4 camadas de loção sobre a queimadura, deixe secar. Depois aplique 1 vez ao dia, em mais ou menos 7 dias a parte queimada se regenera sem ficar coçando.

*Obs: Só use aloe vera se não for alérgico.

Loção para barbear ou para depilação:

Fazer a mesma mistura para queimadura, sem o azeite. Modo de usar: Passe no rosto e se barbeie, retire o que sobre com uma toalha molhada ou seca. O uso contínuo dessa loção após barbear-se melhora a pele (ou pernas e braços após depilação), é um hidratante natural.

*Obs: Só use aloe vera se não for alérgico.

Lavar o rosto: Adicione kefiraridade ou kefir de água à água morna e lave o rosto, isso ajuda à fechar os poros funcionando como adstringente natural.

Máscara para o rosto: Misture a kefiraridade ou kefir de água com qualquer receita de máscara facial, atua como adstringente natural fechando os poros.

Lavagem natural do cabelo e anticaspa: Use a kefiraridade ou kefir de água para lavar o cabelo, deixando-o sedoso, forte e saudável, use pura ou morna e massageie o cabelo e couro cabeludo por mais ou menos 1 minuto. Repita, enxágüe com água limpa.
Como anti-caspa, antes de enxaguar, deixe agir por mais ou menos 10 minutos.

Controle da “Cândida Albicans (aftas e vaginite):
O kefir digere as células de leveduras e tem um efeito benéfico na flora intestinal, por isso pode ser usado na prevenção e combate à Cândida. É pela mesma razão que muitas mulheres usam iogurte natural (com lactobacilos vivos) como um poderoso agente anti-cândida, no tratamento da candidíase vaginal, sendo muitas vezes um dos poucos (por ser natural não cria resistência) que funciona nos casos crônicos de resistência aos remédios alopáticos

Modo de aplicar: A kefiraridade pode ser usada junto com calêndula, camomila, folha ou raiz de “confrei” e chá de raiz de tumeric (açafrão). Usar uma parte de kefiraridade com uma parte de chás dessas ervas, adicione a kefiraridade quando o chá estiver à temperatura do corpo.

Obs: Kefir de água ou suco em partes iguais com kombucha fazem muito bem esse papel, não só em candidíase vaginal mas na crônica também, visto que o kombucha encapsula o fermento da cândida e o kefir as digere. Além do fato de que tomar 1 litro de kefir misturado com kombucha é mais fácil do que tomar 1 litro de iogurte. (receita abaixo)

Psoríase: Pode ser usada no controle da psoríase (especialmente do couro cabeludo).

Modo de usar: Após lavar o cabelo, enxágüe com kefiraridade ou kefir de água puros e deixe agir por mais ou menos 20 minutos, enxágüe com água.

Cozinhar macarrão / arroz / legumes:
Adicione a kefiraridade ou kefir de água na água de cozimento, para adicionar suas vitaminas e qualidades à sua receita. só tome cuidado porque pode espumar como leite.


*CONSUMO DOS GRÃOS EXTRAS

Nós consumimos os grãos de kefir extras para consumo, mais ou menos 1 colher de sopa por pessoa batidos em sucos ou vitaminas de frutas são uma reposição natural de probióticos diretamente no nosso intestino, só fazem bem são digamos “uma overdose” de saúde para nosso organismo.


KEFIR + KOMBUCHA

Em casa usamos uma mistura em partes iguais de kefir de água + kombucha adoçados com stevia pura. Essa mistura fica deliciosa e substitue o refrigerante industrializado cheio de açúcar, químicas e produtos nocivos à nossa saúde.
E como já dito no texto acima torna mais fácil o consumo em maiores quantidades do kefir, visto que consumir 1 litro de iogurte é bem difícil.


OUTROS USOS:

Desinfecção de alimentos:
Use 100 ml de vinagre branco ou de maçãs + 100 ml de kefir/kombucha
+ 1 colher de sopa de bicarbonato
Deixe de molho as frutas, verduras e legumes previamente lavados por 15 minutos, passe em água corrente.

Desinfecção das mãos:
Usar diretamente na lavagem das mãos.

Desinfecção da pia e do tanque:
Usar diretamente sobre a pia previamente desinfetada com água sanitária para completar a desinfecção.

Em peças de roupa íntimas:
Use diretamente, deixe secar e passe para eliminar principalmente a Candidíase.

Candidíase:
Kefir de água ou suco em partes iguais com kombucha ajudam a combater a candidíase, não só a vaginal mas a crônica também, visto que o kombucha encapsula a cândida e o kefir as digere. Na hora de beber coe, pois sempre se formam mais panquecas e fios que são vitaminas que são desagradáveis de se ingerir, Adoce à gosto com stévia pura.

POSOLOGIA:
Comece com 100 ml por dia se nunca tomou. Vá aumentando até 300 ml ou mais dependendo do caso. Em alguns casos até 1 lt diário é recomendado.

KOMBUCHA: O que é e como Produzir | VEDA #12

KOMBUCHÁ CAPA

O nome kombucha vem de uma crença ocidental de que a colônia ou biofilme era na verdade uma alga marinha chamada kombu, e pelo fato de na Índia os chás provindos da Camellia sinensis serem chamados de cha ou chai. Descobriram depois que a colônia não era a tal alga, mas o nome já tinha pegado.

Kombucha é também conhecido por muitos nomes diferentes: Kombuchia, chá do cogumelo, Cajnyj Kvas, Cha Gu, Heldenpilz, fungo do milagre, fungo mágico, elixir de vida, chá do gout, chá de Kombucha, fungo russo, cogumelo russo, esponja japonesa, Alga Marinha.

Kombucha, no entanto, não é um cogumelo, um fungo ou alga. Trata-se de uma zoogleia, um biofilme resultado de uma simbiose complexa entre espécimes de bactérias e leveduras.


COMPOSIÇÃO

Abaixo está uma lista de alguns dos principais componentes encontrados no chá de Kombucha:

Várias enzimas, ácido acético, ácido carbônico, ácido fólico, ácido glucônico, ácido glucurônico, L(+) láctico, ácido de Usnic, aminoácidos (vários), ácidos hidróxidos (vários), vitamina B1 (tiamina), vitamina B2(riboflavina), vitamina B3 (niacina, niacinamida), vitamina B6 (pyridoxina), vitamina B12 (cobalamina, cyanocobalamina), vitamina C.

Aqui detalhamos a ação de alguns dos componentes mais importantes:

Complexos B: Têm múltiplos efeitos, entre eles: colaborar na conversão de carboidratos, aliviar e ajudar efm desordens nervosas. (vitamina B1 (tiamina), vitamina B2(riboflavina), vitamina B3 (niacina, niacinamida), vitamina B6 (pyridoxina), vitamina B12 (cobalamina, cyanocobalamina).

Ácido acético: Resultado da fermentação, suprime o desenvolvimento de qualquer microrganismo alheio ao cultivo de Kombucha, o que explicaria sua sobrevida no tempo.

Ácido Glucónico: resultado da ruptura da glicose. Preserva os alimentos.

Ácido Glucurónico: presente no chá, é também um dos elementos mais importantes produzidos pelo fígado.

Um fígado saudável produz suficiente ácido glucurônico, porém, quando enfraquecido por quantidades excessivas de substâncias tóxicas do ambiente, toxinas endógenas do metabolismo de medicamentos, álcool e do lixo alimentar, amálgama de mercúrio de restaurações dentárias, que andam livremente e se acumulam no corpo, o pobre fígado não consegue mais dar conta e produzir o ácido glucurônico em quantidade suficiente para eliminar tanta coisa junto. Com isso tudo o sistema de defesa do corpo entra em colapso.

Nós vivemos hoje em dia em ambientes poluídos, bebendo, cozinhando, e banhado-se em água de torneira quimicamente poluída de qualidade pobre, comendo lixo alimentar, igualmente poluído, que por sua vez é cultivado em solos exauridos, está literalmente sobrecarregando seu fígado. É óbvio que desintoxicar é da maior importância, e o Kombucha oferece uma abundância do desintoxicante-chave, ácido glucurônico.

O ácido glucurônico captura no fígado toxinas endógenas e exógenas depositadas no corpo, que então são eliminadas através da vesícula biliar para o intestino e facilmente passadas pelos rins (por terem se tornado hidrossolúveis) e eliminadas pela urina. Os venenos não podem mais ser reabsorvidos no intestino e no sistema urinário, sendo assim o ácido glucurônico realiza uma maravilhosa função de desintoxicação nom nosso corpo.

Ácido. L-Láctico: elemento carente nos tecidos de pacientes com câncer, que tem o valor do pH acima de 7,56. Organismos livres de câncer (também livres de pré-cancerose) apresentam valores de pH abaixo de 7,5. A deficiência do bom L-ácido láctico (+) na alimentação leva a um colapso da respiração celular, à decomposição do açúcar com fermentação e na formação do “mau” DL- ácido láctico (-) nos tecidos. A mistura de ambas as formas do ácido láctico (DL) em quantidades iguais que se anulam chamam-se de racêmicos. Os racêmicos é que favorecem ou possibilitam o aparecimento do câncer.

Alimentação suficiente com L-ácido láctico (vindo do Kombucha), trabalho manual, treinamento muscular, sauna, etc… possibilitam a eliminação de resíduos e a liberação deste DL-ácido láctico regulando com isto o valor do pH do sangue para baixo.

Ácido Úsnico: O componente antibibiótico do Kombucha é o ácido úsnico que é geralmente obtido de liquens. Ele possui forte ação antibactéria, e desativa parcialmente até vírus.

Dióxido de Carbono: produto da ação dos fermentos sobre os carboidratos do chá. Junto à baixa percentagem de álcool, atua como antimicrobiano.


PROBLEMAS QUE PODEM SER AMENIZADOS COM SEU USO:

Artrites: reduz os transtornos artríticos e alivia dores inflamatórias e de ligamentos.

Pressão arterial: recordemos que a hipertensão se correlaciona com níveis elevados no sangue de colesterol e lipídeos. Kombucha ajuda a reduzir estes conseguindo baixar os valores da pressão arterial.

Transtornos intestinais: alivia ou normaliza transtornos estomacais ou intestinais ao equilibrar a flora intestinal e restaurar os níveis de pH naturais.

Câncer: relatórios recentes sugerem uma ação de estímulo à nível de imunidade. Pessoas com câncer tem um valor do pH de 7,56. Os organismos livres câncer ou de câncer prévio tem valores de pH menores que 7,5. As provas sorológicas demonstraram que Kombucha modifica o pH para valores menores (ácidos).

Cândida Albicans*: as células levaduriformes de kombucha ao encontra-se em estado vegetativo não esporulam e portanto são benéficas: encapsulam e substituem às de C. albicans restrigindo-lhes os nutrientes necessários para a vida, conseguindo restaurar o balanço natural do organismo.

Resfriados: restitui o sistema imune, diminuindo as probabilidades de contrair um resfriado ou minimiza suas ações sobre o corpo.

Colesterol: reduz seus níveis em casos de hipercolesterolemia.

Diabetes: muitos diabéticos bebem o chá, mas o fermentam mais tempo a fim de reduzir os níveis de glicose. Usando deste modo, estabiliza os níveis de glicose em sangue de pacientes com ‘’Diabetes insulinorresistente’’ ou mais conhecida como ‘’Diabetes não Insulinodependente’’ ou de ‘’Tipo II’’. Supõe-se que atua por sensibilização das células, logrando-se uma maior receptividade à insulina.

Cálculos: ingerida em forma regular, ajuda a reduzir e dissolver os cálculos.

Psoríase: alguns médicos recomendam a ingestão regular de Kombucha para limpar e prevenir a psoríase. Em casos extremos é conveniente a aplicação externa do chá na superfície afetada. Informou-se que o conteúdo de Vit. B ajuda sobre o stress que precede ao desaparecimento da mesma.

Desordens do sono: promove um sono mais estável; muitos usuários informaram quer acordavam menos frequentemente e que até os sonhos eram mais vívidos, recordando-se deles com maior facilidade.

Perda de peso: atua suprimindo o apetite, o desejo de alimentos doces ou gordurosos. Melhora a capacidade do organismo para queimar gorduras e a motricidade intestinal.

Manchas de pele / Acnes / Espinhas: Panquecas pequenas podem ser colocadas na pele para ajudar a curar feridas e melhorar manchas de pele ou acnes/espinhas. Deixar de 10 à 20 minutos no local (dependendo da mancha) e lave normalmente com água, hidrate depois (óleo de côco ou óleo de amêndoas pura ajudam na cicatrização). Repita à cada 7 dias e repetir o processo até obter o resultado desejado.


CONTRA-INDICAÇÕES

Pessoas hemofílicas e mulheres grávidas ou que estão amamentando, devido à presença de heparina (anticoagulante); o Kombucha é prejudicial durante o último trimestre da gravidez. Na amamentação, pode atuar como um potente laxante no delicado e pouco desenvolvido, sistema digestivo do bebé.

Não é recomendável para pessoas alérgicas ao chá preto ou ao açúcar.


Kombuchá transforma chá e açúcar numa bebida saudável,
nutritiva e desintoxicante

O Kombuchá é uma bebida notável, fácil de fazer, promotora de saúde, impulsionadora do sistema imunológico, porém não é milagrosa. O ‘’fungo’’ do Kombuchá converte chá preto e açúcar branco numa bebida saudável. Isto mesmo, ‘’chá preto e açúcar’’ são os alimentos para esta cultura. Uma vez que o açúcar branco é considerado prejudicial.

O primeiro pensamento à respeito do kombucha pode ser negativo. Porém essa preocupação com o açúcar refinado não tem fundamento pois, após 10 à 14 dias de fermentação somente permanecem na bebida 3 gramas de açúcar simples (monossacarídeos) por 110 gramas de kombuchá.’’ (muito pouco).

Ele é feito com chá preto e verde, e às vezes com chás de ervas diversas. No entanto, o Kombucha não se dá bem com chás de frutas ou que possuam óleos essenciais, por isso sempre faço com chá verde de preto por achar mais garantido, o melhor material para produzi-lo é o vidro ou cerâmica, pois plástico passa componentes à qualquer mistura.

O gosto pode ir de guaraná, sidra de maçã ou vinagre dependendo do tempo de fermentação, adapte de acordo com seu gosto pessoal. Você pode controlar isso pelo tempo e quantidade de açúcar e chá utilizados.

A fermentação continua mesmo depois da bebida estar engarrafada e colocada no refrigerador.

Dentre outras substâncias, o álcool de 0.5% a 1% também é produzido, mas não caracteriza bebida alcoólica, caso a fermentação da bebida seja completa é formado o vinagre, que é rico em ácido acético produto da degradação do álcool pelas bactérias acéticas.


ELE SE REPRODUZ À CADA PRODUÇÃO

Uma panqueca (Scoby) de kombucha fermentando em 3 litros de chá adoçado, dobrará seu número à cada produção, isso porque se lida com um processo vivo que se reproduz. Uma vez produzido um lote de bebida, que leva entre 8 à 14 dias dependendo de vários fatores, temperatura ambiente, gosto pessoal e valor terapêutico potencial, a cultura se duplicará no processo, sendo assim se terá duas culturas,mais 2 semanas quatro, e assim vai.

Em breve se estará coberto de Kombucha e não haverá suficientes parentes e amigos para dar uma cultura! Assim sendo ou simplesmente jogamos fora várias culturas que não parecem saudáveis ou as batemos no liquidificador fazendo um creme para a pele.

Fazer Kombucha é um processo natural e ás vezes, uma cultura pode não se reproduzir apropriadamente. A fermentação do Kombucha é muito mais consistente do que um ‘’fermento’’ de pão feito do zero. Isso ocorre porque os micróbios da ‘’panqueca’’ do Kombucha formam uma simbiose relativamente segura e resistente, enquanto que o ‘’fermento’’ é derivado dos micróbios que estão no ar.


O KOMBUCHÁ COMBATE A CÂNDIDA ALBICANS – (Não a aumenta)

Como o Kombucha é chamado de ‘’cogumelo’’ e ‘’fungo’’ por muitas pessoas, e por ser um fermento assim como uma bactéria, existe uma confusão e muitos tem medo de consumir Kombucha.

Porém hoje se sabe que o assim chamado ‘’cogumelo do Kombuchá’’ não é um cogumelo, mas um líquen. O Kombuchá é uma simbiose de células de fermentos com bactérias uma membrana de liquens, que não se multiplicam através de esporos – como o cogumelo – mas através da gemação.

Günther Frank*, quando perguntado à esse respeito, argumentou que o Saccharomyces é um fermento que não possui esporos e portanto não pertence à família da cândida, sendo de fato antagônico ao fermento (Cândida). Ele explicou: ‘’Enquanto a maioria dos Ascomicetes como: penicilina, cravagem, mofo do pão, míldio, afta (cândida) e outros se reproduzem por esporos, a maioria dos fermentos se reproduzem vegetativamente por meio de gemação. Além disto existe a combinação da gemação e fissão. Os fermentos de fissão se reproduzem por meio de fissão como as bactérias, eles não gemam nem possuem esporos. O fermento de fissão ‘’Pombe’’ do Kombucha é deste tipo.’’

Obs: Kefir de água ou suco em partes iguais com kombucha fazem muito bem esse papel, não só em candidíase vaginal mas na crônica também, visto que o kombucha encapsula o fermento da cândida e o kefir as digere. Além do fato de que tomar 1 litro de kefir misturado com kombucha é mais fácil do que tomar 1 litro de iogurte. (receita abaixo)

*Günther Frank autor do livro “Kombuchá – Healthy beverage and Natural Remedy from the Far East” (Kombuchá – Uma Saudável e Natural Bebida Oriental).

Para maiores informações entre no site: http://www.kombu.de/portugis.htm de onde muitas das informações deste texto foram tiradas e aqui compartilhadas, nossa intenção é de informação assim como somos doadores de kombucha no ABC Paulista.


KOMBUCHÁ SCOOBY
RECEITA BÁSICA KOMBUCHÁ

  • 250 ml de água *desclorada;
  • 2 colher (chá) de chá preto;
  • 2 colher (chá) de chá verde;
  • ½ xícara de açúcar refinado

*Como desclorar a água: Ferver ou bater a água no liquidificador por uns 2 minutos (aumentar o tempo de for mais de meio litro). Espere a água retornar à temperatura ambiente nos 2 casos, pois o calor é prejudicial ao “scoby”.

PREPARO: Ferva a água,  acrescente o açúcar. Ferva até dissolver, junte as folhas de chá, ferva + 2 minutos. Desligue o fogo, tampe a panela e deixe em infusão por 15 minutos. Coe, em um pano fino (panela furada) e deixe esfriar. Coloque no vidro de 3 lt, Junto com:

  • 1,800 ml de água
  • 1 ou + panquecas de kombuchá
  • 200 ml de chá ativador (kombuchá pronto)

Tampe o vidro com redinha e elástico na borda para evitar que môscas entrem. Marque o dia que foi feito, mantenha em infusão por 10 dias (em dias quentes pode ficar menos dias e em dias frios aumenta-se os dias. É aconselhável ‘agasalhar’ o vidro com jornal ou pano para aquecer) Após esse prazo, retire as panquecas, reserve um pouco para ativar a nova leva de kombucha.

Coloque o kombuchá em garrafas PET de refrigerante ou água com gás (agüentam a pressão). Encha até a boca e tampe bem. Guarde em local seco e escuro, anote a data na garrafa e aguarde +- 5 dias ou mais. Quanto mais tempo ficar na ‘adega’ mais gás terá. Quando despejado no copo parece cerveja com bastante colarinho.

Na hora de beber coe, pois sempre se formam mais panquecas e fios que são vitaminas que são desagradáveis de se ingerir, Adoce à gosto. Nós usamos adoçante de stévia pura.

POSOLOGIA: Comece com 100 ml por dia se nunca tomou. Vá aumentando até 300 ml ou mais dependendo do caso. Em alguns casos até 1 lt diário é recomendado.

Obs: Se fermentar bastante tempo, se transforma em vinagre.


KOMBUCHÁ 2 VIDROS – 4 LITROS

  • 0,500 ml de água *desclorada;
  • 1 xicara de açúcar refinado,
  • 4 colher (chá) de chá verde;
  • 4 colher (chá) de chá preto

Modo de preparo: igual da receita de 2 litros.

KOMBUCHÁ 4 VIDROS – 8 LITROS

  • 1,000 lts de água *desclorada;
  • 2 xícaras de açúcar refinado;
  • 8  colher (chá) de cháverde;
  • 8  colher (chá) de chá preto

Conforme aumenta a sua “adega” você só precisa ir multiplicando a receita.


KEFIR + KOMBUCHA

Em casa usamos uma mistura em partes iguais de kefir de água + kombucha adoçados com stevia pura. Essa mistura fica deliciosa e substitue o refrigerante industrializado cheio de açúcar, químicas e produtos nocivos à nossa saúde.

Outros usos:

Desinfecção de alimentos:

  • Use 100 ml de vinagre branco ou de maçãs
  • + 100 ml de kefir/kombucha
  • + 1 colher de sopa de bicarbonato

Deixe de molho as frutas, verduras e legumes previamente lavados por 15 minutos, passe em água corrente.

Desinfecção das mãos: Usar diretamente na lavagem das mãos.

Desinfecção da pia e do tanque: Usar diretamente sobre a pia previamente desinfetada com água sanitária para completar a desinfecção.

Em peças de roupa íntimas: Use diretamente, deixe secar e passe para eliminar principalmente a Candidíase.

Candidíase:Kefir de água ou suco em partes iguais com kombucha ajudam a combater a candidíase, não só a vaginal mas a crônica também, visto que o kombucha encapsula a cândida e o kefir as digere. Na hora de beber coe, pois sempre se formam mais panquecas e fios que são vitaminas que são desagradáveis de se ingerir, Adoce à gosto com stévia pura.


POSOLOGIA:

Comece com 100 ml por dia se nunca tomou. Vá aumentando até 300 ml ou mais dependendo do caso. Em alguns casos até 1 lt diário é recomendado.


Para maiores informações entre no site: http://www.kombu.de/portugis.htm de onde muitas das informações deste texto foram tiradas e aqui compartilhadas, nossa intenção é de informação assim como somos doadores de kombucha no ABC Paulista.

LINK SITE KOMBUCHA
LINK FÓRUM COM RESPOSTAS E DICAS
Older posts
%d blogueiros gostam disto: