SEXO, GRANOLA E ROCK

Faça-você-mesmo sua vida (Do-it-yourself your life)

Category: DANDO NÓ EM PINGO D’ÁGUA NO LAR (page 1 of 2)

Dicas ecológicas de Faça-você-Mesmo (DIY) que ajudam a colocar ordem na vida e no Lar.

FAÇA-VOCÊ-MESMO casa de gato/cão super fácil e Quentinha!

CAPA CASA GATO
 clique na foto para ver o vídeo completo

  Olá querida cambada granolística!

Caso você não tenha entrado em coma nas últimas semanas, deve ter notado o frio absurdo que chegou aqui no Brasil. Tem horas que me sinto como a Dani Noce na Islândia (a única diferença é que lá é verão nesse momento e deve estar uns 2 graus mais quente que aqui!)

Enfim, pensando em como muitos animais de rua devem está congelando nessas noites frias, resolvi mostrar nesse vídeo uma casa de gato ou cachorro supeeeer fácil, prática e que esquenta muito bem!

 

Espero que seja útil e se tiver outra idéia, deixe nos comentários 😀

Salvar

Salvar

DIY SOFTBOX CASEIRO NA LUMINÁRIA| VEDA #13

DIY SOFTBOX CASEIRO

Oi gente! Irei mostrar aqui todo o processo para fazer um Sofbox caseiro.
Já vi em outros vídeos como fazer softbox em caixas de sapato (agradeço muito por tudo que aprendi nos “youtubis da vida”), mas acabei adaptando o método para essas luminárias de mesa que achei por um ótimo preço (sempre quiser ter luminárias giratórias nesse estilo!)

Bom, chega de papo e vamos começar com os materiais para o Softbox caseiro:

MATERIAL:

  • Papel Alumínio
  • Papel manteiga
  • Cola branca
  • Pincel e vasilha para cola
  • Durex ou fita crepe
  • Grampeador
  • Fita isolante
  • Caneta ou lápis
  • Papel grosso (cartolina ou Canson)
  • Tampa de panela grande
  • Luminária

Bom, sobre o Softbox: Ele serve para aumentar a iluminação, mas com uma camada meio opaca que suaviza o efeito da luz. Quem grava vídeos sabe como a luz direta no rosto machuca os olhos.


MEDIDAS:

A medida do diâmetro do softbox vai depender da luminária que você for usar.

Nessa luminária de mesa:

  • A circunferência da lâmpada é de 5 cm*.
  • A tampa da panela tem 25 cm.

Para formar o “colar Elizabetano” (igual ao usado pelos animais quando machucados):

  • Cortei uns 9cm (deixar 1 dedo a mais na beirada para poder grampear)
  • Deixando no total 15 cm de circunferência no softbox já preso na luminária.

Resumindo: Ficou 3 vezes mais largo que o bocal original, ou seja circunferência lâmpada 5cm* x 3 = 15cm.

 

Quando cortar do tamanho desejado:

  1. Passe cola branca no papel e cole o papel alumínio.
  2.  Passe cola na parte mais opaca do papel alumínio, deixando o lado brilhante para refletir a luz.
  3. Passe a mão para colar uniformemente e corte o excesso.
  4. Ajeite na luminária e fixe com durex (usei fita isolante).

Lembre-se de não tampar os buracos de ventilação (no final da cúpula da luminária).


CUSTO:

Bom, sobre as luminárias comprei as duas por R$ 20,00 em uma loja de R$1,99.

Elas eram R$ 28,00 cada e estavam em desconto porque tinham pequenos defeitos.

Uma ferrugem ali, um vidro lascado acolá.

Bem o custo é bem baixo, pois muitos dos itens se tem em casa, é difícil calcular, mas sai bem baixo, mais ou menos $30,00 os dois o que em vista de um softbox comprado pronto que sai por pelo menos $99,00 cada um portanto os dois ficariam em quase $200,00 reais.


REFORMAS NAS LUMINÁRIAS

PARA A FERRUGEM, USEI:

  • Antiengripante* (o mais famoso é o WT40, mas qualquer marca pode servir)
  • Palha de aço
  • Luvas descartáveis
  • Pano seco
  • Esmalte de unhas prateado
  • Acetona

*Engripar = travar, entalar geralmente peças com ferrugem que ficam presas.

  1. Espalhe o antidesengripante na área com ferrugem. Deixe agir por uns 10 minutos.
  2. Esfregue com a palha de aço até ver sair toda a ferrugem.
  3. Limpe com o pano a ferrugem até ficar seco.
  4. Passe um esmalte de unhas na cor que preferir em cima para “vedar” a área afetada.
  5. Passe acetona para limpar o excesso de esmalte.
  6. No final nem dá para notar a diferença.

PARA O VIDRO QUEBRADO:

Como estava lascado e não tinha lixa para isso usei:

  •  Esmalte de unhas transparente para “selar” e impedir de cair cacos do mesmo.
  • Após isso passei fita isolante como proteção. Até curti esse estilo.

PARTE ELÉTRICA:

Como era uma versão “Made in China”, os fios foram emendados bem “nas coxas”.
Ai o meu irmão que conhece o assunto ajeitou os fios com fita isolante e selou o fundo com a mesma fita.

O vídeo abaixo mostra o passo-a-passo:

 


Bom, espero que essas dicas ajudem de alguma forma. Ficou com dúvida em alguma coisa? Tem outras dicas ou idéias sobre esse assunto? Deixe nos comentários e responderei assim que possível.

DIY PORTA PINCÉIS (de Pintura ou de Maquiagem) | VEDA #9

CAPA PINCEL
Olá Gente!

Então por obra do Destino só AGORA consegui colocar o post de ontem. Bom, antes tarde do que nunca.
Nesse vídeo mostro como fazer esse simples, prático e barato DIY  Porta Pincéis que serve para pincéis de pinturas, de Maquiagem e até porta-canetas.

 

TOUR pelo Studio + Equipamentos Caseiros | VEDA #8

TOUR pelo Studio + Equipamentos Caseiros 2

Olá gente!

Resolvemos fazer um Tour pelo Studio de gravação e mostrar algumas das nossas engenhocas com materiais simples e baratos.

Já aviso que a Câmera estava tremendo já que era a 1ª vez que gravava com ela na mão (não tem nenhum terremoto, é só falta de coordenação motora mesmo, hehehe).

Abaixo tem algumas fotos:

Nós próximo vídeos colocaremos tutoriais de cada um dos objetos listados no vídeo, qual vocês preferem ver primeiro?

  1.  ESTRUTURA DE CANO PVC COM CAVALETE DE PINTURA
  2. LIGHTBOX CASEIRA
  3. COMO COMPRAR MATERIAS BARATOS
  4. SUPORTE DE NOTEBOOK DE CANO PVC

Deixe nos comentários qual deles você quer ver.

AMACIANTE DE ROUPAS CASEIRO – Receita simples, fácil e ecológica!

 

AMACIANTE CASEIRO CAPA
Olá gente!

Resolvemos mostrar aqui uma receita SUPER simples, prática, econômica e principalmente ecológica que fazemos de amaciante de Roupas caseiro.
já usamos a algum tempo e adoramos o resultado! O cheiro é bem natural (esse sabonete que usamos tem um cheiro forte) mas se preferir pode usar alguma essência do seu agrado (só tomar cuidado pois muitas essências podem causar alergia à pele).
Abaixo a receita e o vídeo mostrando passo-a-passo.

OBS: no vídeo fiz 2 receitas, por isso a foto tem 2 sabonetes.

AMACIANTE CASEIRO - ingredientes medidas

AMACIANTE CASEIRO - ingredientes 3

AMACIANTE CASEIRO - ingredientes 2

  • 1 sabonete de glicerina
  • 3 cs de leite de rosas (opcional)
  • 4 lts de água
  • 1 faca sem ponta
  • 1 colher de pau ou plástico grande
  • 1 panela para artesanato (não usar na cozinha pois deixa cheiro e gosto)
  • 1 balde para misturar
  • Garrafas para embalar.

PREPARO:
Corte o sabonete com a faca em lascas, coloque na panela com 1 litro da água, deixe ferver até derreter bem. Coloque 4 litros de água no balde, junte o conteúdo da panela, mexa bem, adicione o leite de rosas, mexa até dissolver e integrar tudo. Coloque em vasilhas com tampa.

Ele engrossa bastante quando esfria, quando for utilizá-lo, chacoalhe bem para dissolvê-lo.
Use da maneira habitual.

Se curtiu dê um like, inscreva-se e ajude o nosso canal e blog crescerem e ficarem fortinhos! 🙂

NÃO À POLUIÇÃO NA ALIMENTAÇÃO DOS BRASILEIROS (Petição)

Clique na foto para Assinar a Petição: “Não à poluição na Alimentação dos Brasileiros”

Gente, peço para que todos leiam esse texto, porque o assunto é sério e envolve todos nós! Assinem essa petição, divulguem e vamos evitar essa tragédia que o governo quer fazer debaixo dos panos.

Abaixo trecho do texto no site da PROAM (Instituto Brasileiro de Proteção Ambiental).

“(…) Somos contra a iniciativa do Conselho Nacional do Meio Ambiente-Conama, em aprovar proposta de resolução que permita o uso de resíduos industriais, contendo metais pesados e outros poluentes, justificados indevidamente como “em níveis aceitáveis”, para fabricar micronutrientes/fertilizantes para os solos brasileiros, pois isto poderá chegar ao nosso prato, de nossas famílias e da sociedade brasileira;

Defendemos que a humanidade depende da agricultura e solos saudáveis para viver e que portanto deve haver compromisso inadiável, visando um pacto social para proteção de nossos solos;

Também é nosso direito não aceitar o risco de contaminação por substâncias nocivas em nossa comida, sendo que ninguém pode tomar decisões arbitrarias como esta – e não há justificativa científica para este ato que coloca em risco nossa saúde, de nossa família e da sociedade brasileira;

Temos conhecimento de que estas substâncias contaminantes são bioacumulativas, não são de interesse para a nutrição das plantas, além de serem potencialmente tóxicas para o meio ambiente e para o ser humano;

Não aceitamos que uma resolução do Conama possa levar a uma piora da qualidade dos solos do Brasil, através da adição gradativa de poluentes via insumos agrícolas, inclusive com uso de resíduos industriais nacionais e importados como “matéria prima”. Além dos riscos inerentes à segurança em sua composição, não há comprovação alguma pelos órgãos do Sistema Nacional de Meio Ambiente-SISNAMA de viabilidade de gestão, conforme aponta em parecer técnico o próprio Ministério da Saúde;

Consideramos que a adição gradativa de substâncias poluentes aos solos agrícolas poderá causar restrições e inviabilizar as exportações de produtos da agricultura brasileira, com prejuízo irrecuperável para a sociedade brasileira;

Temos que relembrar ao Conama que o Brasil é signatário de tratados e acordos internacionais voltados à prática de ações e políticas públicas para a sustentabilidade ambiental e social e que a Constituição Federal garante a todos os brasileiros o direito ao meio ambiente equilibrado e saudável qualidade de vida, convalidando o princípio precaução;

Tudo leva a crer que o maior interesse nesta norma não é da população brasileira, mas sim das empresas que se beneficiariam disso, tanto os grandes geradores de resíduos como as próprias fabricantes de insumos agrícolas e que tal iniciativa não pode ter o aval do Conselho Nacional do Meio Ambiente, do Ministério do Meio Ambiente, nem do Governo do Brasil;

Consideramos ainda que não há demonstração de que os órgãos ambientais públicos terão as mínimas condições de controlar e fiscalizar a prática desta proposta – já que sequer tem obstruído a prática atual existente e a progressão destes interesses; “Clique aqui para ler o texto completo.

ASSINE A PETIÇÃO E DIVULGAR COM TODOS SEUS CONHECIDOS!
ESSE É UM ASSUNTO QUE MERECE PASSEATA!

CUSTOMIZAÇÃO – Casa-caixa de madeira

Não é uma fofura? Achei em uma loja de objetos usados pela bagatela de 1 real!
Era de madeira, sem verniz e parecia bem velha. Ela pedia uma tinta. Pena que não tirei foto do antes, no próximo projeto coloco o passo-a-passo.

Só precisava saber para que ela servia… passado algum tempo, arranjamos uma utilidade! PORTA PENDRIVES!!!! 🙂

ORGANIZADOR – Gaveta de Material de Desenho

Sem Ordem não há criação!
Aqui tem algumas dicas pra quem quiser organizar seu material de desenho de forma fácil, prática e econômica. Por ordem numérica:

1) Grafite em pó (aquele mais rústico para dobradiças de portas. Basta moer um pouco mais em um pilão e usar nos seus trabalhos artísticos. Bem mais em conta que aqueles vendidos em lojas de desenho). Por enquanto está funcionando. 🙂

2) Divisória de talheres! Existem vários estilos e modelos disponíveis. Eu usei esse que estava numa promoção do mercado e gente, como eu amo essa peça! Consigo dividir os esfuminhos, lapiseiras, canetas nanquim de um jeito tão prático! Amo, amo, amo!

3) Caixas de carretel de linhas que servem como estoque dos grafites e do carvão vegetal. Em um desse coube 6 caixas de carvão (não me perguntem porque tantas caixas, acho que elas se reproduziram durante a noite XD .)

4) Antigo estojo com divisórias para os grafites das lapiseiras, bastões de grafite 8B e 9B.

5) Outro estojo – este veio junto com o os grafites Progresso – que ajuda bastante para identificar e não acabar rascunhando com 6B! Rs…

6) Variedades de borrachas. Os limpa-tipos são os meu favoritos, mas as outras ajudam muito nos retratos. Se prestar atenção, toda a gaveta está com os materiais de lado para facilitar o acesso na hora de desenhar, já que sou canhota e a “Adelaide” (Prancheta de Desenho) fica à direita.

E você, tem alguma dica legal sobre organização de gavetas? Se tiver e quiser compartilhar, deixe sua contribuição na caixinha dos comentários 🙂

DIY: Caixa Acústica de Gravação ‘ABBEY ROAD’ (Mini vocal Booth)

 mini-vocal-booth-abbey-road
Estrutura de papelão, Silver tape e cola de sapateiro.

Via Flickr:
Mini-Caixa acústica de gravação caseira, feita por mim (batizada de ABBEY ROAD. 🙂
Usei caixa de papelão, espuma acústica, fita PVC vermelha e cola branca extra.

1) Filtro Anti-Pop caseiro, usando arco de bordar, meia-calça, fita isolante e arame.
2) Suporte de microfone caseiro, feito com cano PVC marrom (o branco é de tarrachar), cotovelos, tampões, peça T, (tudo na medida 3/4), parafuso máquina, roscas da mesma medida e cola superbonder.

Os vídeos que aprendi a fazer tudo isso. Se precisarem das medidas exatas, avise nos comentários (the videos i learn to made all this):

CAIXA P/GRAVAÇÃO (Porta-Booth Pro) :

Não tem explicação, só serviu de inspiração. (I use as a model to make my own version).

MONOPÉ P/ CÂMERA -MICROFONE:

Fiz esse modelo também e é muito bom para cantar tocando uma guitarra. Só recomendo colocar areia nos “pés” para dar maior sustentação.

PVC PIPE MIC HOLDER:

SUPORTE DE MIC P/ MESA (PVC pipe Mic Stand):

FILTRO ANTI-POP (Anti-Pop Filter):

—————————————

Homemade Mini vocal booth i made from cardboard box, acoustic foam, white glue and red PVC tape. I call him ABBEY ROAD. 🙂

1) Homemade Anti-pop Filter made from pantyhose, Embroidery Circle, PVC insulating tape and wire.
2) Homemade microphone holder using PVC pipes.

JÓIAS CORREDOR (aproveitando espaços pequenos)

Via Flickr:
Aproveite todos os cantos da sua casa ou apartamento.

No MICRO corredor entre o banheiro e os quartos do meu apartamento, resolvemos usar essa parede para pendurar Lenços, Pulseiras e colares.

Os prendedores você pode encontrar em qualquer loja de $1,99.

Simples, fácil e prático!

Older posts
%d blogueiros gostam disto: