SEXO, GRANOLA E ROCK

Faça-você-mesmo sua vida (Do-it-yourself your life)

Tag: Acrilic on Canvas

SOUND + VISION – Artes Visuais e Música II


Continuando a saga dos videoclipes com o Assunto Desenhos/ Animação.


Eason Chan – Naked: Clipe  poético, criativo e espetacular! Apenas observe e curta essa canção de Eason Chan, famosos cantor de Hong Kong.


dEUS- Keep you close:  Às vezes clip com uma simples idéia bem executada vale mais que algo repleto de efeitos especiais (Transformers?). Enfim, clipe bacanudo da belga dEUS, mostrando sutil intimidade entre o desenhista e sua musa inspiradora.


A-Ha – Take On Me: Clássico absoluto dos anos 80, esse clipe ainda é atual com sua técnica de animação. (Às vezes vejo o mundo dessa forma, com traços de grafite.)


David Bowie – Underground: Tinha que estar aqui na lista né? Além de ser o meu filme favorito, com uma trilha sonora fuderenga, ainda  tem esse clipe divertido.


Peter, Bjorn & John – Young Folks: Duvido ouvir essa música e não assoviar a melodia. E acho bonitinho a animação do clipe. 🙂


Jessica Rabbit – Why Don’t You Do Right?: Nem preciso dizer o porque desse clipe né? Ela é o protótipo feminino que quase todos os homens desejam (os animadores que a criaram, pelo menos). Até hoje considero o melhor filme com de humanos interagindo com animação. E, aonde mais conseguiríamos ver os personagens da Warner e da Disney juntos?

Incubus – Drive: Sinceridade? Nem ouvi a música direito, só peguei pelo clipe e o traço do desenho (depois ouço com mais calma). Similar ao clipe do A-ha mais “muderninho”, Gostei!

SOUND + VISION – Artes Visuais e Música

Clique na imagem acima para comprar esse pôsters (click on the image above to buy this poster).

Hoje mostrarei alguns dos meu clipes favoritos que envolvam Artes visuais. A lista é muito grande, então dividi em 2 posts.

Charles Aznavour – La Bohème – Legendado):  O hino dos artistas boêmios! Quem ouve isso lembra imediatamente um artista bigodudo com um longo avental sujo de tinta, pé-rapado com apenas uns trocados no bolso e enchendo a cara de absinto. A melodia é linda mas, francamente, nós artistas precisamos mudar essa mentalidade de que “arte e dinheiro não combinam“.


Paulo Sérgio – La Bohême (versão Brasileira): Uma bela homenagem do clássico francês na voz desse cantor esquecido da MPB. Ouso dizer que prefiro essa versão do que a francesa.


R.E.M – Losing my Religion: Esse clipe é o meu xodó! Já contei em outro post porque essa música significa tanto para mim, mas aqui irei descrever apenas a parte estética que o diretor Tarsem usou. Parece uma pintura em movimento. É como se estivéssemos dentro das pinturas clássicas – fora a fotografia que é belíssima.


Legião Urbana – Acrilic on Canvas: Admito que essa melodia me irrita. Gosto pessoal mesmo, acho que falta uma magia, sei lá. Não sinto que combine com a letra, essa sim é uma verdadeira poesia, mostrando o talento do Renato Russo com as palavras.


David Bowie – Look Back in Anger: O camaleão fazendo sua versão do Retrato de Dorian Gray. Ok, os ‘defeitos especiais’ são precários mas o que vale é a intenção ;).
E sempre que ouço essa música lembro da cena de perseguição no shopping do filme “Eu, Christiane F. – 13 anos, drogada e prostituída…” . , apesar de tocar o Heroes.


Gotye – Somebody That I Used To Know (feat. Kimbra): Não precisa de explicações, afinal essa música ficou famosíssima. muitos parodiaram esse clipe, mas convenhamos, a idéia é legal. Imagino o tempo que eles esperaram serem pintados e passando frio.


Hold Your Horses ! – 70 Million: Esse clipe é très fantastique! Essa banda francesa e a equipe do vídeo mostram que os quadros clássicos não são artes estáticas no Museu, mas algo vivo, que faz parte de nossas vidas diárias.

%d blogueiros gostam disto: