SEXO, GRANOLA E ROCK

Faça-você-mesmo sua vida (Do-it-yourself your life)

Tag: Calva

A estranha relação entre Homens e o Sangue

calva-os-homens-e-o-sangue_by_dianah-b

A estranha relação entre Homens e o Sangue.
Certas coisas não tem explicação… :/

POLÊMICA: Rasparam a cabeça da Panicat e a pergunta que não quer calar: e daí?

Calva WC_by_Dianah-B
História baseada em fatos reais, tirando o final. A mulher que me perguntou isso era doida varrida e sai de fininho do W.C. Mas que pensei em responder isso, ah, isso tive.

Achei estranho me deparar com um quantidade considerável de visitas no meu blog do nada. Qual não foi minha surpresa ao ver tags como “mulheres carecas” “cabelo raspados” e outros temas pesados demais para postar aqui.
Pensei que era devido a alguma novela (não entendo como tem gente que ainda vê isso e exclama “nossa, que história original!!”. Aff) ou algum famoso que ficou doente ou algo do tipo.

E lá fui eu fuçar – ê curiosidade que matou o gato! – o porque desse tema estar tão chamativo agora. Ai vi que a tal “dançarina” Babi Rossi do programa machista idiota burro retardado podre de “humor” do Pânico raspou a cabeça para ganhar ibope.

Mesmo Brasil? Em pleno séc. XXI, vocês ainda ficam chocados com uma mulher que raspa a cabeça?!?!?!?

Vi críticas do tipo:

“Pânico está apelando muito (!). Olha como humilharam a moça!”
“Fizeram ela perder a feminilidade. Nossa, que vergonha pra coitada!!!!”
“Isso é muito machismo da parte deles e blá blá blá…”

Gozado. Do meu ingênuo ponto de vista, humilhação é:

– Colocar várias mulheres semi-nuas esfregando o rego até embaçar a câmera em pleno horário nobre e elas permitirem, (pior ainda!) serem vendidas como pedaços de carne pendurado num açougue.
É as mulheres aceitarem tudo isso ou querer reinvidincar essa idéia fazendo passeatas com o Título “Marcha das vadias”. Desde quando vadia virou elogio?

OBS: E sim, sei o objetivo da passeata e acho legal as mulheres reividicarem o direito de usar a roupa que quiser, ser contra abuso sexual e tal. Mas o nome é muito bizarro. É como uma passeata contra o racismo com o nome “Passeata dos macacos”.
Desculpa, não concordo. Quer ir, beleza, seja feliz. Mas não entendo.

– Incentivarem músicas como Segura o Tchan!, Funk Carioca e pancadão da vida como símbolo da cultura brasileira. Realmente, é preciso ser um poeta para rimar palavras tão profundas como “cadela”, “piranha” sou teu garanhão” e “vem me dar a b*ceta”.

– É ver que a mídia brasileira luta tanto pelo Politicamente Correto (vulgo Ditadura) contra o preconceito aos negros, pobres e pessoas com deficiência, mas acha normal e até vende como cartão postal  mulheres nuas no carnaval e fazer ‘piadas de bixas’ em canais abertos.
Respeito pra todo mundo com humor e liberdade de expressão.

Eita, creio que sou muito ingênua mesmo…

Sobre o tema em si, seja por motivos de saúde ou estética, raspar a cabeça para uma mulher é sinal de independência, força e coragem e recomendo quem tiver vontade, que faça isso, pelo menos uma vez na vida. É viciante e divertido!

E gente, vou contar um segredinho: É SÓ CABELO!!!!!
É chato ver outra idéia ruim sobre nós mulheres carecas,
(conectar raspar a cabeça com o Pânico) mas cabelo cresce de novo e acredite, tem coisas bem mais interessantes para ver na TV do que esse programa. Ficou chocado ou revoltado? Muda de canal ou vá ler um livro. Ou raspar a cabeça, o que tu preferir. 🙂

Como lidar com “clientes” folgados…

 Baseado em fatos reais – infelizmente.

 Aconteceu pouco antes o Final de Ano com um cara que conheci 2 dias. Sim, 2 DIAS depois soltou um elogio e me pediu basicamente desse jeito!
Impressionante a rapidez do povo hoje em dia em ‘esmolar’ trabalhos de graça! Antigamente levavam algums meses pra xavecar, mas 2 dias foi meu recorde.

 Sorte que o cara se tocou e saiu de fininho… mais um item da minha lista para 2012 que consegui fazer.

 Resolução #13: Sem misericórdia com gente folgada! 

UM TRAUMA GERADO PELA TAL “REFERÊNCIA”

 

” Não ter cabelo não se trata de uma atitude bestial de mera exclusividade ou diferenciação da parte das mulheres que tomam essa corajosa atitude. Normalmente as mulheres sem os longos fios, são vistas pelos tais “bem informados”, aliás precursores da intolerância burra por parte do pouco raciocinio e da pouca percepção da beleza (e dotados de minima sensibilidade para compreendê-la), como uma pessoa no minimo transtornada.
Uma mulher sem cabelo hoje em dia é vista como o pequeno índio sem prepúcio andando numa grande avenida urbana, ou como um aborigene que abandona sua oca para comprar um apartamento. “Que isso tudo fique nas telas do discovery channel” ou coisa parecida, é a idéia que supostamente deveria passar na mente dos insensíveis a beleza da nua cabeça humana. Não podemos fazer muita coisa com quem não quer enxergar. Mas que cada vez mais possamos ver mulheres, não digo nem corajosas, pois acredito que é preciso de muita coragem pra encarar todos os dias, 35 centímetros de cabelo insistentemente “horríveis”(termo usado, segundo as portadoras do comprimento capilar) todos os dias de manhã. Basta perceber a natureza, e ver quão lindo é um ser humano sem longos cabelos: Um bebê. O estado mais primitivo de um ser humano. O inevitável olhar diante de um bebê: extraordinariamente fascinante diante de qualquer king kong. O problema é que infelizemente muitas pessoas são mais grotescas e insensíveis do que o grande e famoso gorila.
Mulheres com cabelos não perdem sua beleza. Mas mulheres sem cabelos com certeza retratam com muito mais originalidade a força do mundo feminino.
Mulheres sem cabelos são lindas SIM. Mas espero um dia poder ver mais cabeças do que cabelos quando sair de casa… Porque ja encheu o saco o monte de cabelo dessa mulherada. Minha proxima namorada NÃO terá cabelo, ja escrevi debaixo do meu travesseiro.”

Este texto maravilhoso foi retirado da comunidade “Mulheres de cabelo raspado” no Orkut e é de autoria do Caio.
Pra mim isso resume bem a minha situação atual … uma índia sem tribo numa metrópole.

%d blogueiros gostam disto: