SEXO, GRANOLA E ROCK

Faça-você-mesmo sua vida (Do-it-yourself your life)

Tag: Rodrigo

Morte, Saudades e Questionando a vida

 
 

Ouvindo The kiss – Hooverphonic

Prometi a mim mesma que iria dormir mais cedo, mas não posso ignorar o sonho que tive ontem.

  Tirando alguns fatos bizarros típicos de sonhos, o que me recordei foi ouvir a voz do meu irmão Rodrigo claramente falando comigo, ao meu lado me guiando. 
 Não consegui identificar o rosto, que estava borrado, igual a uma foto em movimento, mas senti sua presença junto do meu outro irmão, Tadeu.
 ambos conversavam algo. Não ouvi o que diziam ,mas parecia ser um reencontro de velhos amigos. Acordei com a sensação de nostalgia, já não lembrava mais do som da voz dele, apenas da sua gargalhada contagiante.

 Ainda me dói falar do meu irmão. Da falta que ele faz em nossas vidas
 De como é estranho não ter 3 bolos para cada um de nós em todo aniversário.
  De como levei 4 anos para aprender a dividir tudo em casa para 3 pessoas e não para 4.
 De como fiquei tão traumatizada com o fato dele ter falecido no quarto durante a noite, que acabei adquirindo o péssimo hábito de vigiar minha família de madrugada, observando-os respirarem – que bom isso eu consegui trabalhar e curar esse hábito bizarro.
 De ainda não ter coragem de desenhar um retrato dele porque acabo chorando e molhando a folha do desenho.
 De ter finalmente parado de me punir por achar que era responsável da morte dele por estar desenhando na sala ao lado no momento em que ele tomava o veneno.
 Que escrever esse texto e lembrar dele está me fazendo chorar mais do que nunca.

 Sabe o pior disso tudo? A minha parte lúcida sabe que ele está bem do outro lado. 
 Que esta “realidade” em que vivemos é uma ilusão idiota.
 Que todo esse medo que tenho da opinião alheia, de não ter dinheiro, da humilhação, não são nada além de artimanhas da minha mente.
 Que no final, todos iremos morrer e rir dessa imbecilidade chamada “Vida“.

 Mas, estou assumindo o meu lado humano: Apegado, Bobo, Carente e Iludido.
 Ele está ótimo do outro lado e não o julgo por ter se suicidado. Afinal, quem nunca pensou nisso uma vez ou outra?
 E que estou pouco me fudendo com as críticas religiosas – espíritas principalmente – que diz que ele “está sofrendo porque suicídio é um pecado e blá blá blá”.
  A minha opinião sobre todas esse moralismo espírita irritante e ridículo fica pra outro post.

 O mais triste não acho que é a morte em si. É saber que nunca vivemos realmente, apenas sobrevivemos nos iludindo e tentando agradar outros ainda mais iludidos.
E não, não estou em depressão. Apenas com saudades do meu irmão e me questionando:

“Ele soube o que fazer com a Morte, mas o que eu devo fazer com a minha vida?”

END OF THE WORLD

OUVINDO GOLDFRAPP E DAMON &NAOMI ATÉ ESTOURAR OS TÍMPANOS

Só pra dar notícias do mundo na cabeça desta que vos escreve :
Semana passada fiquei muito mal emocionalmente falando, a ponto de, na 4º-feira querer – e apenas querer – me jogar pela janela, ainda bem que tem grades, hehehe …
Resumindo : havia chegado ao fundo do poço.
Mas o bom é que, não havia como afundar mais só se cavasse para aprofundar no meu desespero, mas como não havia nenhuma pá ou picareta por perto, resolvi arregaçar as mangas e subir pra cima (eu sei, é pleonasmo, mas é engraçado dizer assim).

Rezei junto com a família (may e Tadeu), meditamos, tomamos florais, Reiki, tratamento com Pai João, cromoterapia prânica com Emerson Capelli, etc … tudo, absolutamente TUDO que conheço usei ao meu favor. N/ao sei o que deu mais resultado oi foi o mix de tudo, mas 2 dias depois estava melhor e inclusive desenhando mais amebas, oiá só ki maravia !

Mas, basta passar algum tempo ficando só que bate uma saudade – menos dolorida e mais afetuosa – e me lembro do rosto dele, das coias que ele gostava, das músicas que ouvia, do sirriso maroto e travesso como de um menino que fez arte; até das brigas sinto falta, vai entender.

Mas me anima saber que, sendo médium tenho acesso com ele e que só se foi a parte carnal, o espírito é que importa.

Mas que pessa música representa muito bem o que a saudade representa.

END OF THE WORLD

Why does the sun go on shining
Why does the sea rush to shore
Don’t they know it’s the end of the world
‘Cause you don’t love me any more

Why do the birds go on singing
Why do the stars glow above
Don’t they know it’s the end of the world
It ended when I lost your love

I wake up in the morning and I wonder
Why everything’s the same as it was
I can’t understand, no, I can’t understand
How life goes on the way it does

Why does my heart go on beating
Why do these eyes of mine cry
Don’t they know it’s the end of the world
It ended when you said goodbye

Why does my heart go on beating
Why do these eyes of mine cry
Don’t they know it’s the end of the world
It ended when you said GOODBYE…

GAFES EM FUNERAIS

  Conforme o tempo vai passando vou ficando mais lúcida a respeito do que quero realmente na minha vida e que caminho de vou tomar daqui pra frente. Ser babá de depressivo por 4 anos e perder o emprego de uma hora pra outra não é nada fácil.
 Se me perguntarem como estou, diria que depende: ora feliz por ter um lado espiritualista e saber que a morte é uma ilusão terrena; ora triste por saber que nunca mais irei ver, ouvir, falar, brigar e abraçar o meu irmão Rodrigo.

 Resumindo: estou indo … agora se é indo para estrada dos tijolos amarelos ou pro abismo, não sei ao certo. 

 Mas vou tentar aproveitar este momento de lucidez resolvi colocar o ponto de vista dos parentes do desencarnado (acredito que a morte nada mais é do que trocar um casaco velho) coisa que observei durante o funeral:

COMO AGIR NUM FUNERAL

1 ) Não faça cara de pena: sério, já está difícil ver um ente querido que se foi e lidar com a perda e tal, mas ter que enfrentar um mar de rostos com semblante de ” ó coitado” pra gente é foda. Pra caralho.

2 )  Evitem frases de efeito: Admito que alguns momento tive vontade de meter porrada em algumas pessoas que pareciam robôs, abraçando friamente e falando ao pé do ouvido com uma voz mais mecânica que um leitor de código de barras : ” tudo vai ficar bem … tenha força … ele está num lugar melhor, etc …”
 Não que o apoio das pessoas seja ruim, ao contrário, mas agir mecanicamente não dá.
Isso quando não são os famosos “3 tapinhas nas costas”, argh !

3 ) “Evite chorar porque o espírito dele vai sofrer do outro lado” : Olha, em todos esse anos nessa indústria vital, isso é a 1º vez que me acontece isso. Sério, uma pessoa suicída é o cúmulo do egoísmo (não que a família não seja já que prefere ver a pessoa do lado sofrendo do que em paz do outro lado, mas agora foda-se tô desabafando) e meu irmãozinho querido não pensou nem um pouco na gente, então deixa eu curtir a dor porra !

4 ) Fique alegre e bola pra frente: Tem semelhança com o nº2. Ouvi várias frases que realmente me incentivaram e pssoas que deram um apoio incrível, outras simplesmente batem no ombro e sutilmente dizem ” agora fica bem porque tenho mais o que fazer, beleza ?”.
   Curta o seu proecsso de luto o tempo que durar. Alguns dirão ‘ah, agora chega, já deu’ mas curta, seja se o luto for por uma pessoa, um animal de estimação, o fim de sua série favorita, etc. .. aproveite o processo. Tememos a tristeza, mas ela um processo importante -e até belo porque não? – para cura.

 5 ) Não finjam que nada aconteceu:  parece engraçado, mas teve pessoas (porque pensei que eram amigos mas vi que eram apenas colegas) que , depois de 2 semanas ficaram chocados ao dizer que estou médio, e não o TUDO BEM, UHHU !!! que normalmente faço.

 Não, não sei mais fingir estar bem ou ser mulher-maravilha, isso foi uma coisa boa que esta situação me trouxe, ser honesta com o que sinto. Mas calma, não significa que vou virar gótica, morar em cemitérios e ouvir músicas emos vivendo 25 horas por dia de tristeza e dor, só estou curtindo a minha atual situação pra não criar um câncer tempos depois. 
 Deixem a pessoa que está nessa situação falar o quanto quiser e se não quiserem ouvir, pelo menos não forcem a ter uma cura rápida e voltar pra uma rotina. Deixe curtir o luto, ok ?

 E o último mas não menos importante:

6 ) Evitem piadas de humor negro: algo mais light. Evitem se puderem (eu sei, dá uma vontade louca de contar bem nessa hora) coisa do tipo : ” vou matar o tempo …” ou ” vou morrer de rir …” ou a clássica “hum, será que gastaram muito no caixão?” . Vai por mim, é melhor evitar a fadiga.

 Aiai, acredito que o bom-humor é a maior e a melhor prova que Deus existe, afinal ele que criou o onitorrinco!

LUTO

  Sei que normalmente falo coisas alegres e tal, mas neste momento estou com uma dor no peito tão profunda e tão pungente, como uma faca em brasa atravessando meu peito que nem consigo fingir ser forte e digitar essas palavras.  O meu irmão ou melhor, o meu filho já que sempre cuidava dele como mãe (um dos trigêmeos) Rodrigo de Barcelos Ferreira, sempre teve um único objetivo : tirar a própria vida.Por 4 longos e dolorosos anos ele vinha tentando sem sucesso cometer suicídio, seja tentando tomar veneno de rato com uma amiga, se ferindo – física e verbalmente – mas como ele mesmo dizia “já estou morto”.  Admito que não foi uma relação fácil na nossa família, vivendo 24 horas por dia em casa em alerta para que ele não fizesse algo, fazendo chantagem emocional com todos, fazendo praticamente terror psicológico com todos que o amavam – e que sempre amarão – mas o pior de tudo era ver um homem lindo, inteligente, amoroso como meu menino tendo tanto ódio contra si próprio. É horrível como irmã, terapeuta e gente ficar impotente já que ele nunca quis realmente se ajudar.No velório vi várias pessoas que nunca sequer havia visto o rosto (parentes distantes ou amigos do meu pai da Scania) mas as únicas pessoas que pude contar, seja do meu lado e apoiando a minha família – ou simplesmente com uma ligação de consolo sincero foram meus amigos que, esses sim, são minha família Espiritual :

CLEBER, FELIPE, MARIA, VALDIRENE, ROSANA E ROBERTO BATESSUSSO E ADRIANO LIMA .

Fora todos os amigos que ligaram e estão rezando pela alma do meu irmão que infelizmente não poderei colocar todos os nomes aqui.
Peço por favor quem estiver lendo essas linhas, independente da crença, rezem e mandem Luz e Paz para o meu irmão, que está do meu lado neste momento dizendo que tudo está bem :RODRIGO DE BARCELOS FERREIRA (27/07/1984)Foi o dia mais frio e silencioso da minha vida. E não consigo conter as lágrimas nem escrever mais. Quero ser forte mas preciso ser humana também.PS: Desculpe se não coloquei nenhuma foto dele neste post, mas não estou preparada pra ver o rosto dele, não agora.

%d blogueiros gostam disto: